Os micreiros que ensaiaram um locaute nesta segunda-feira (8) reclamam não apenas do subsídio atrasado.

    0
    588
    , Guarulhos Gng

    Atualizado 09/04/2013 as 11:22

    Os micreiros que ensaiaram um locaute nesta segunda-feira (8) reclamam não apenas do subsídio atrasado. Eles se irritaram também com a notícia de que a Secretaria de Transportes e Trânsito  teria autorizado o funcionamento de 87 ônibus sem licitação no sistema de transporte público municipal. Outro motivo seria a demora na conclusão dos prometidos corredores de ônibus. E, por fim, haveria a  “solidariedade” aos perueiros sem trabalho. A pauta foi ampla o suficiente para que Cicero Mossoró, presidente do SindLotação e suplente de vereador do PSDB se sentisse liberado a assumir a paralisação como sendo de iniciativa do sindicato. A Prefeitura negou que a contratação dos 87 onibus dependa de licitação. Também negou atraso nos pagamentos., Guarulhos Gng

    Piscou

    Atílio Pereira piscou. Depois da paralisação dos micreiros de manhã, ele recebeu uma comissão de motoristas à tarde.

    ‘Inconsistência’

    Segundo a Prefeitura, não há atraso na remuneração dos micreiros, e sim uma “inconsistência” nos números de bilhetes entre agosto e dezembro de 2012.

    Milhões

    Já Cícero Mossoró alega que a “dívida” da Prefeitura chegaria a “R$ 10  milhões”.

    Calma

    A paralisação não chegou a atrapalhar gravemente os usuários. A Prefeitura colocou ônibus extras. Na tarde desta segunda, havia poucas filas nos pontos.

    Dissonância

    A Prefeitura sustenta que os micreiros só não saíram das garagens por pressão dos perueiros. O SindiLotação nega.

    Vale tudo

    A TV Guarulhos inaugurou nesta segunda um programa de debate do tipo mesa redonda de futebol,mas só para MMA.

    Pauta

    A pauta da sessão da Câmara de Guarulhos desta terça prevê 96 itens, dos quais só 36 são pedidos de informação.

    Acesso

    Uma pesquisa da USP apontou os aeroportos de  Guarulhos e de Brasília como os piores do País no quesito acessibilidade para portadores de deficiência. O de Congonhas foi considerado o melhor.

    Frase

    “Ainda há uma precariedade grande neles”, Lígia Gesteira Coelho, pesquisadora da USP, que estudou as condições de acessibilidade dos aeroportos brasileiros.

    font dg

    Facebook Plugins

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.