Guarulhos-Noticias/Gng Guarulhos-Noticias/Gng Gru Guarulhos Home GnG Gru Guarulhos Sem presença de secretário, perueiros acampam na Câmara

Sem presença de secretário, perueiros acampam na Câmara

Manifestantes queriam a presença de Atílio Pereira para negociar o retorno das vans ao sistema de transporte. Cerca de sessenta trabalhadores permaneceram no auditório.

m a sair do local enquanto o secretário Atílio Pereira não comparecesse para negociar o destino das vans do sistema de transporte do município. Sem a presença de Pereira, os manifestantes cumpriram a ameaça e desde então permanecem no auditório. Os parlamentares chegaram a assinar um requerimento convocando o secretário para comparecer à Câmara. A iniciativa, porém, talvez tenha pouco efeito prático, uma vez que regimentalmente o convocado tem até 20 dias para atender à solicitação.

A recusa dos perueiros em deixar o recinto foi o último capítulo de uma sessão dominada pela tentativa dos perueiros de sensibilizar os vereadores a solucionarem um problema que persiste faz dois meses, desde que o Tribunal de Justiça de São Paulo derrubou as liminares que garantiam a operação vans, impedida por um decreto do Executivo no início do ano.

Os vereadores da oposição aumentaram o coro de críticas à pasta. Geraldo Celestino (PSDB) lembrou que mais de 200 trabalhadores estão impedidos de exercer sua profissão e a Secretaria de Transportes não compensou a população com mais ônibus  à disposição. “O secretário tem que ser demitido”, decretou. O vereador Guti (PV) pedia união dos parlamentares. “Oposição e situação têm que se reunir com os trabalhadores e representantes da Secretaria e encontrar uma solução rápida para esta situação”, afirmou.

O vereador Marcelo Seminaldo (PT) lembrou que o Executivo estuda absorver cerca de 120 perueiros no sistema de transporte municipal. O petista chegou a entrar em contato com o secretário Atílio Pereira, que propôs que os manifestantes escolhessem cinco representantes para uma audiência, junto com alguns vereadores, no seu gabinete, mas a proposta não sensibilizou os perueiros. Élmer Japonês (PSC), informou que apresentará um projeto de Lei transformando as vans em veículos executivos.

Na Tribuna Livre, ainda dentro deste assunto, o motorista Evaylton de Souza Pereira foi um dos que se manifestaram, criticando o domínio financeiro que um pequeno grupo de empresários tem sobre o setor de transporte do município. “A cidade tem crescido muito, mas a Prefeitura, em vez de incentivar o transporte coletivo, prioriza o individual”, declarou.

O presidente da Câmara, Eduardo Soltur (PSD) garantiu que não impediria a presença dos manifestantes da Casa, desde que não houvesse nenhum tipo de violência.

 

Pequeno Expediente

Paralelamente à manifestação dos perueiros, o trabalho parlamentar seguiu normalmente. No Pequeno Expediente, o vereador João Barbosa (PRB) lembrou que o Ministério da Saúde irá dispor às prefeituras do País cerca de 60 milhões de reais para as Unidas Básicas de Saúde criarem programas que atendam aos fumantes que queiram largar o vício. Marisa de Sá (PT) congratulou-se com a repórter fotográfica Vera Jursys pela seleção de seu documentário “Mobilizou Geral” em festivais do Chile e da Argentina.

Na Tribuna Livre, a munícipe Elza Nogueira da Silva solicitou que a Câmara a ajudasse a conseguir, junto à operadora GVT, a transferência de sua linha de um bairro para outro. “Há um mês fiz o pedido, tenho reclamado, mas até agora nada foi feito”, disse. O presidente da Comissão de Proteção ao Direito do Consumidor, Toninho da Farmácia (PRP), informou na sequência que havia entrado em contato com representantes da empresa para marcar uma reunião que resolva o problema da reclamante.

 

Ordem do Dia

Somente dois dos 86 itens programados para discussão no Grande Expediente, chegaram a ser analisados pelos vereadores nos 30 minutos regulamentares. Foram deliberados favoravelmente os requerimentos que pediam informação sobre a paralisação das obras de construção do Centro Educacional Unificado localizado no Itapegica (Gileno, PSL) e sobre a distribuição de medicamentos básicos nas unidades de saúde de Guarulhos (Gilvan Passos, PSDB).

Na Ordem do Dia, oito projetos de Lei e de Resolução foram deliberados pelos vereadores, todos favoravelmente:

  • PL 175/11 (Dr. Vitor da Farmácia, PSDB), que autoriza o Poder Executivo a implantar postos de entrega voluntária de medicamentos vencidos e institui a política de informações sobre os riscos ambientais causados pelo descarte incorreto desses produtos, no âmbito do Município.
  • PL 4642/12 (Guti, PV), que institui o Dia Municipal do Profissional Socorrista e Emergencista no Município de Guarulhos em 9 de outubro.
  • PL 371/09 (Prof. Rômulo e Profa. Neide, PT), que oficializa em Guarulhos o Dia da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica em 23 de setembro.
  • PR 4951/12 (Romildo Santos, Dr. Eduardo Carneiro e Dr. José Mário, PSDB), que altera dispositivos da Resolução nº 399/09, que trata do Regimento Interno, sobre os suplentes.
  • PL 4180/12 (Guti, PV), que dispõe sobre procedimentos relativos aos casos de indenização de danos materiais causados por queda de árvores em Guarulhos.
  • PL 185/11 (Guti, PV), que estabelece a obrigatoriedade de encaminhamento de informações, por parte do Poder Executivo, referentes à educação, ao término de cada ano letivo, à Comissão de Educação e Cultura da Câmara Municipal.
  • PL 011/11 (Dr. Vítor da Farmácia, PSDB), que dispõe sobre a utilização somente de talheres monoblocos, constituído por uma peça única fabricada integralmente em aço inoxidável, nos estabelecimentos como hotéis, restaurantes, padarias, cafés, lanchonetes, bares e afins.
  • PL 005/09 (Guti, PV), que cria a honraria troféu “Operário do Ano”.
TAGS: