Guarulhos-Noticias/Gng Guarulhos-Noticias/Gng Gru Guarulhos Home GnG Gru Guarulhos Milhares de camarões são encontrados mortos em praias de São Sebastião

Milhares de camarões são encontrados mortos em praias de São Sebastião

atualizado 17/04/2013

Suspeita é de que os crustáceos tenham morrido em função de vazamento de óleo da última semana

O secretário de meio ambiente de São Sebastião, Eduardo Hipólito do Rego, e o assessor de Departamento de Pesca, Evandro Sebastiani, constataram na tarde deste domingo (14), a presença de milhares de camarões mortos em areias de praias da Costa Norte do município.

Pescadores da cidade alertaram os representantes da prefeitura, após encontrarem grande quantidade dos crustáceos na praia Arrastão e Pontal da Cruz. A suspeita é de que os camarões, que estão na fase de reprodução, tenham sido afetados pelo vazamento ocorrido no píer da Petrobras na semana passada.

De acordo com Hipólito, devido ao grande proporção do vazamento, era esperado que problemas como este acontecesse. “Desde que constatamos os estragos ocorridos por esse vazamento, tínhamos uma ideia de que problemas mais graves aconteceriam, envolvendo a cadeia alimentar e a fauna marinha. Não sabemos ainda se esse problema foi ocasionado pelo combustível que vazou no mar, mas os indícios são grandes”, declarou.

O secretário de meio ambiente explicou que amostras do material foram coletadas para que seja feita uma análise, que identifique se houve contaminação. A probabilidade de que isso tenha acontecido aumenta pelo fato de que os camarões encontrados medem, na maioria, dois centímetros e não há chances de que estivessem presos em redes. Esses crustáceos estão em fase de reprodução e costumam ficar numa região mais profunda do que a pesca costuma atingir.

Além disso, a quantidade dos camarões encontrados demonstra que houve algum problema para que todos morressem de uma só vez. Eduardo Hipólito diz que outras providências serão tomadas caso haja a confirmação da contaminação. A Polícia Militar Ambiental esteve no local para registrar a ocorrência.

Devido a esse novo fato, a Secretaria de Meio Ambiente não terá condições de divulgar nesta terça-feira, o diagnóstico final sobre o vazamento e seus impactos em São Sebastião, como estava previsto. O documento completo deve ser finalizado e divulgado até o final desta semana.

 Ainda não recebemos nenhuma informação como anda o Procedimento.