Guarulhos-Noticias/Gng Guarulhos-Noticias/Gng Gru Guarulhos Home GnG Gru Guarulhos Deputados cobram explicações para atraso no Estádio Mané Garrincha

Deputados cobram explicações para atraso no Estádio Mané Garrincha

Deputados cobram explicações para atraso no Estádio Mané Garrincha
No dia 22 serão visitadas as obras no Rio de Janeiro e no dia 29 de abril, as de Recife.
Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Parlamentares questionaram aumento do custo da obra, que já passa de R$ 1,2 bilhão.
Preocupados com o adiamento da inauguração do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, que vai abrir a Copa das

Confederações de Futebol no Brasil, marcada para daqui a dois meses, deputados da Comissão de Turismo e Desporto foram até a arena nesta terça-feira, em busca de explicações.

A inauguração foi adiada deste domingo (21) para daqui a um mês, em 18 de maio. A justificativa para o adiamento da inauguração é a chuva, que cai no Distrito Federal há duas semanas e impede a instalação da grama.

Os parlamentares consideram que o prazo para a inauguração é apertado e questionaram também o aumento do custo da obra, previsto inicialmente para R$ 750 milhões, mas já passa de R$ 1,2 bilhão.

A reunião com representantes do Governo do Distrito Federal foi tensa, com vários momentos de contestação. O secretário extraordinário da Copa de 2014 do Governo do Distrito Federal, Claudio Monteiro, explicou que não estavam incluídos na licitação itens como gramado, cobertura, cadeiras, tecnologia. “Quando foi feita a licitação, não foram incluídos esses itens entre os serviços a serem prestados pela construtora, porque ela iria terceirizar a compra do gramado, por exemplo, que ela não produz.”

Custo da obra
De acordo com Monteiro, o custo total da obra deve ficar em torno de R$ 1,2 bilhão, mas o custo total do estádio ainda não é conhecido, tendo em vista que é preciso considerar o Recopa, programa de incentivos fiscais para obras voltadas ao evento. “Certamente não vai chegar a R$ 1,7 bilhão”, completou.

O presidente da comissão, deputado Romário (PSB-RJ), assinalou que não concorda com o gasto de R$1,2 bilhão com um estádio, “enquanto enfrentamos problemas de saúde, educação e acessibilidade”.

O secretário acredita, no entanto, que o retorno do investimento poderá ocorrer em 10 anos, com a concessão dos espaços para lojas que farão parte do estádio. Só com a concessão do nome do estádio, a previsão é que se arrecade mais R$ 400 milhões.

Segundo Claudio Monteiro, o somatório de todas as obras que serão feitas até a Copa de 2014 será de R$ 4,5 bilhões no DF.

Mobilidade urbana

Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

Deputados da comissão estão preocupados com o acesso das pessoas que chegam ou saem do aeroporto.
Sobre as obras de mobilidade urbana, Claudio Monteiro afirmou que essas melhorias não eram promessas para a Copa – informação contestada pelos deputados.

No geral, os parlamentares não ficaram convencidos, como explicou Romário. “A gente discorda de vários pontos. Pelo que, nós deputados, vimos, o estádio não vai ficar pronto. Mas se o secretário garante que vai ficar pronto, a gente acredita. Vamos ver.”

Os deputados também foram ao Aeroporto de Brasília, onde as obras de reforma e ampliação devem custar R$ 750 milhões até a Copa de 2014.

O deputado Alexandre Roso (PSB-RS) destaca que a mobilidade urbana é um ponto a melhorar. “Aqui sim fiquei mais convencido de que essa obra vai se realizar e nós vamos ter um aeroporto com condições melhores. Mas a comissão está muito preocupada com o acesso, como as pessoas chegam ou deixam o aeroporto.”

Ouça entrevista de Alexandre Roso sobre a visita.
Calendário
No dia 18 de maio está prevista a inauguração do estádio, com a final do campeonato candango de futebol e show da cantora Elza Soares, mas só com a metade da capacidade.

No dia 26 de maio, o Estádio Nacional receberá a abertura do Campeonato Brasileirão, com a partida entre Flamengo e Santos. Nesta partida será aberta a capacidade total do estádio, de 72 mil lugares.

No dia 15 de junho, ocorrerá a abertura da Copa das Confederações, com a partida Brasil x Japão.

Integrantes da Comissão de Turismo e Desporto também vão visitar obras em outras cidades que receberão jogos da Copa das Confederações, em junho. Na segunda-feira (22) será a vez do Rio de Janeiro. E no dia 29, Recife.

Reportagem – Ginny Morais
Edição – Regina Céli Assumpção

TAGS: