“Casal de Facebook”, mulher revela dramas e superação de Vinny fora do UFC5

    0
    526

    Crédito da imagem: Reprodução/Facebook

    Quando entrar no octógono para enfrentar Phil Davis no UFC 159, que acontece neste sábado, em Nova Jersey, o brasileiro Vinny “Pezão” terá o apoio de sua maior fã: a mulher. Aos 32 anos, Alinny Magalhães se diz amiga, torcedora fervorosa e devota assumida do marido.

    De fato, não é preciso ir muito longe para notar o lado “cheerleader” da carioca. Usuária constante de redes sociais, como Instagram e Facebook, Alinny sempre posta fotos dos momentos de glória do companheiro ou até mesmo quando ele está completamente “desfigurado” após um combate.

    “Vinny e muito talentoso, eu admiro o que ele faz porque eu acredito no potencial dele. Eu vejo o sacrificio diário”, afirma Alinny, em entrevista ao UOL Esporte.

    Carioca, Alliny vive nos Estados Unidos desde os 17 anos, quando mudou para a Califórnia e se tornou modelo. Atualmente casada e morando em Las Vegas, ela largou a carreira após ficar grávida e decidiu se dedicar apenas ao sonho de Vinny e ao filho Vitor, hoje com dois anos de idade. No entanto, a vida de “dona de casa” parece não incomodar a moça.

    “Costumo brincar que trabalho mais do que sempre trabalhei na vida, sem direito a dia de descanso e salário no fim do mês. E ainda tem gente que assume que isso é “ficar em casa”. Mas isso é exatamente o que eu sempre quis e não trocaria a minha vida de agora pela de antes. Amo ser mãe e ser esposa. Me sinto realizada”, analisa.

    Ampliar
    Alinny Magalhães, mulher de Vinny Pezão 14 fotos 5 / 14
    Alinny Magalhães, mulher de Vinny Pezão Reprodução/Facebook
    Toda a dedicação da carioca ao lutador se tornou ainda mais forte por conta da fase complicada vivida por Vinny entre 2009 e 2012. Após a derrota para Eliot Marshall, no UFC 97, o brasileiro foi afastado da organização. O sofrimento dele foi acompanhado de perto pela mulher. Grávida, Alliny não pode ajudar nas contas da casa e viu o marido se desdobrar para retomar a carreira.

    “Não foi fácil, eu estava grávida e não podia trabalhar. O Vinny se desdobrava dando aulas, seminários e lutando em eventos com menos popularidade que o UFC. Mas a gente tinha uma meta, e ele perseverou, ganhou todas as lutas, lutou e defendeu o título no maior evento da Rússia (M-1). E era isso que ele precisava para voltar para o UFC”, comenta.

    A reviravolta só aconteceu no segundo semestre de 2012, quando Vinny ganhou notoriedade com o título do M-1 Global (evento de menor expressão no mundo do MMA) e conseguiu assinar um novo contrato com a organização de Dana White. A reestreia aconteceu em setembro, quando ele finalizou Igor Pokrajac no UFC 152. O novo momento do lutador é extremamente comemorado pela companheira.

    LEIA MAIS SOBRE O UFC 159

    Em pesagem com dedo médio, Sonnen se diz ‘mito’ que derrubará Jones no UFC
    Sonnen finalmente se assume como zebra: “Tenho muito mais o que elogiar o Jones”
    “Assinar o contrato do UFC foi mais uma vitória. Agora, nossa meta é provar que ele voltou pra ficar e mostrar o show que é o jiu-jitsu brasileiro no octógono”, conta.

    Fã de lutas desde pequena, a carioca se diz totalmente integrada com o UFC e com a carreira de Vinny. De acordo com ela, o gosto pelos combates é um dos pontos cruciais no relacionamento, mesmo que seja complicado ver o marido “trocando porrada” no octógono.

    “Meu pai era dono de academias no Rio, eu cresci neste ambiente. Quando me mudei para os Estados Unidos, moramos um tempo na casa do Carlson, e, através dele, pude acompanhar de perto o crescimento do UFC. Adoro MMA, assisto às lutas desde criança e até arrisco dar palpites (risos). Acho que isso é fundamental no nosso relacionamento, a gente divide tudo! Eu entendo o que ele faz e apoio. Difícil é ver ele ali, de uma forma ou de outra trocando porrada, porque é um desgaste físico no corpo dele. Mas é neste esporte que ele brilha, então eu tento ver pelo lado profissional”, diz.

    É claro que o companheirismo de Alliny não passa despercebido. Questionado sobre a importância da mulher, Vinny “Pezão” rasga elogios e diz que deve tudo o que conquistou na carreira graças ao apoio da carioca.

    “Cara, não seria nada sem a Alliny. Não consigo imaginar minha vida sem ela. Mais que isso, acho que só estou aqui por causa dela. Tudo que conquistei, o crescimento que tive na minha carreira foi graças a ela. É isso”, afirma o lutador.

    UFC 159 – 5 vídeos

    Jones x Sonnen: Assista à pesagem completa do UFC 159

    Vídeo-legenda: ex-corretor, Chael Sonnen já quase foi preso

    UFC 159: Veja os bastidores da preparação de Jones e Sonnen

    Sonnen é fraco em todos os sentidos, alfineta Jon Jones

    Sonnen diz ser gangster e promete luta no chão contra Jones
    Próximo
    Anterior
    Casal de Facebook?

    Quem vê a dedicação da hoje ex-modelo ao lutador, dificilmente apostaria que o romance entre os dois teria como “cupido” uma ferramenta como o Facebook. Mas foi exatamente o que aconteceu.

    Por meio da “indicação” de uma amiga, os dois se tornaram amigos e começaram a sair juntos.

    “Nos conhecemos pelo Facebook, por meio de uma amiga. Ele disse que me escreveu umas vezes e eu não respondi. Ele até me achou marrenta. Mas um dia resolvi responder. Começamos a falar por telefone por um certo tempo, até que marcamos um jantar e um cinema. Mas assim que nos encontramos pessoalmente, parecia que já o conhecia por muito tempo. Eu sabia que, mesmo se não acabasse em um relacionamento, seriamos amigos de verdade. No início rolou uma amizade colorida, não queríamos dar o braço a torcer, até que finalmente decidimos ficar juntos e aqui estamos até hoje”, comenta.

    Longe da badalação de Vegas

    Morar em Las Vegas é o sonho de muitos fãs de casinos e diversões noturnas. No entanto, dos lugares mais badalados do mundo parece ser normal para Alinny, que garante não se “esbaldar” com as tentações. De acordo com a carioca, o local é tranquilo para quem não é fã das atrações que a noite tem a cidade tem a oferecer.

    “Vegas pra gente e um lugar como qualquer outro. Fora da rua dos hotéis e casinos, é uma cidade tranquila. Com o benefício de ter tudo a disposição. Por exemplo, supermercados 24 horas, restaurantes excelentes, os shows sã maravilhosos. Tem muita coisa legal. A gente não curte casino, jogos e nem a vida noturna. Mas, quando quer quebrar um pouco a rotina, não precisamos ir muito longe! Só o clima que não é dos melhores, às vezes muito quente, às vezes muito frio”, afirma.

    Por Patrick Mesquita

    COMENTÁRIOS

    Facebook Plugins

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.