TSE ignora auditoria que reprova contas do PT

    0
    507

    TSE ignora auditoria que reprova contas do PTJosias de Souza 

    Anabolizadas pelo dinheiro sujo coletado por Marcos Valério, as contas do PT referentes ao ano de 2003 foram aprovadas pelo TSE em junho de 2010. A decisão traz a assinatura da ministra Cármen Lúcia, hoje presidente do tribunal. Cinco meses depois, auditores da Corte eleitoral produziram um relatório que reprova a mesma contabilidade.TSE ignora auditoria que reprova contas do PT

    O teor desse relatório de auditoria, ainda inédito, veio à luz em notícia produzida pelo repórter Chico de Gois. O documento anota que o PT não conseguiu refutar impropriedades apontadas na sua escrituração por órgãos como o Ministério Público Eleitoral e pela Receita Federal.

    Verificou-se que os pareceres que levaram à aprovação das contas abstiveram-se de enxergar detalhes do tamanho de um elefante: em 2003, o PT servira-se de empréstimos bancários fictícios para justificar suas receitas. O próprio Delúbio Soares, ex-tesoureiro da legenda, admitira o crime do caixa dois, que chamou de verbas “não contabilizadas”. TSE ignora auditoria que reprova contas do PT

    A contabilidade do PT foi aprovada no TSE “com ressalvas”. Considerando-se o seu telhado de vidro, o partido poderia ter dado o caso por resolvido. Porém, preferiu recorrer contra as “ressalvas”. Ainda pendente de julgamento, o recurso tem como relator o ministro Dias Toffoli. Justamente ele, um ex-advogado do PT, ex-ministro de Lula e ex-assessor de José Dirceu. TSE ignora auditoria que reprova contas do PT

    Toffoli herdou o processo depois que Cármen Lúcia ascendeu à presidência do TSE. A encrenca está parada em seu gabinete há um ano. Por mal dos pecados, a auditoria que repõem as contas do PT em pratos limpos –ou sujos, conforme o ponto de vista— não consta dos autos. Ouvido, o TSE informou, por meio de sua assessoria, que não tem como analisar peças que não se encontram anexadas ao processo. O PT preferiu nem comentar. TSE ignora auditoria que reprova contas do PT

    O relatório de auditoria trazia, já em 2010, um alerta: “Não se pode desconsiderar o fato de que existe processo em andamento no Supremo Tribunal Federal para apuração do chamado mensalão, que, dependendo do que lá for decidido, pode colocar em dúvida a segurança na análise das prestações de contas pelo Tribunal Superior Eleitoral.” TSE ignora auditoria que reprova contas do PT

    Concluído em 2012, o julgamento do STF enconta-se agora na fase de análise dos recursos. Foram condenadas 25 pessoas, incluindo a turma da cúpula do PT. Ficou entendido que, no ano de 2003, desceram à caixa registradora do partido os empréstimos de fancaria que o TSE ignorou. Suprema ironia: Cármen Lúcia, ex-relatora das contas do PT; e Dias Toffoli, atual relator, participaram do julgamento do STF. Ou seja: ignoram no TSE decisões tomadas no outro tribunal em que dão expediente. TSE ignora auditoria que reprova contas do PT SE ignora auditoria que reprova contas do PT

    A eventual rejeição das contas do PT sujeitaria o partido à perda do dinheiro do Fundo Partidário. No ano passado, a legenda sorveu dessa fonte notáveis R$ 52,9 milhões. É dinheiro público destinado a financiar o funcionamento das legendas. Imagine-se o que ocorreria com o PT se lhe faltasse esse dinheiro no ano eleitoral de 2014.TSE ignora auditoria que reprova contas do PT

     

     

    Facebook Plugins

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.