Guarulhos ganha veículos para o programa “Crack, é possível vencer”

    0
    588

    Guarulhos ganha veículos para o programa “Crack, é possível vencer”

    Guarulhos deve ganhar seis motos e seis viaturas para dar suporte às três bases móveis da GCM a serem implantadas até o fim do ano pelo programa “Crack, é possível vencer”. A informação foi divulgada nesta terça-feira (6) pelo ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, na solenidade de balanço do programa no Palácio da Justiça, em Brasília (DF), e que foi acompanhada ao vivo no telão do auditório do Paço Municipal pelo comitê gestor municipal do programa, formado por representantes das secretarias de Governo, da Saúde, de Desenvolvimento e Assistência Social, da Educação, de Assuntos Jurídicos, de Assuntos de Segurança Pública, Coordenadoria de Defesa Civil e da sociedade civil.

    Conforme  o Plano de Ação do município aprovado pelo programa, acidade deve ganhar ainda mais dois consultórios de rua, mais dois Caps AD 24 h (Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas com atendimento 24 horas), mais um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), três bases móveis da GCM, 60 câmeras de videomonitoramento fixo, duas unidades de acolhimento adulto, uma unidade de acolhimento infanto-juvenil, quatro leitos especializados, três serviços de abordagem social na rua, capacitação de 120 guardas civis municipais em  policiamento de proximidade, entre outros investimentos.

    No mês passado, o município aderiu ao programa que conta com três em três eixos – prevenção, cuidado e autoridade – e visa promover ação integrada entre a União, estado e município para enfrentamento ao crack e outras drogas através de políticas públicas de prevenção, do aumento da oferta de serviços de tratamento e atenção aos usuários e seus familiares, da redução da oferta de drogas ilícitas  por meio do enfrentamento ao crime organizado e ao  tráfico de drogas, e da  promoção de ações de educação, informação e capacitação.

    A iniciativa prevê também a integração das operações das forças de segurança pública nos três níveis de governo para o combate ao tráfico e repressão aos traficantes, bem como a participação de entidades, instituições religiosas, lideranças comunitárias, comunidades terapêuticas e conselhos municipais e a oferta de cursos de capacitação para os envolvidos.

    Facebook Plugins