Anderson Pantera, atual campeão mundial pela WBF (Federação Mundial de Boxe), defenderá o cinturão diante do argentino Dario Fabian Pucheta.

    0
    648

    Anderson Pantera, atual campeão mundial pela WBF (Federação Mundial de Boxe), defenderá o cinturão diante do argentino Dario Fabian Pucheta.

    Neste sábado, dia 12, às 19 horas, o ginásio Thomeozão será palco do Desafio Mundial de Boxe pela categoria meio médio (66,6 kg até 69,5 kg). No ringue, o guarulhense Anderson Pantera, atual campeão mundial

    Antes da luta principal haverá outros dez confrontos, todos protagonizados por atletas guarulhenses que treinam na Coliseu Boxe Center, instituição organizadora do evento e pela qual muitos atletas hoje reconhecidos já passaram. O próprio Pantera, os irmãos Yamaguchi e Esquiva Falcão, entre outros, são alguns dos nomes com trajetória ligada à Coliseu. A academia também contribui com a cidade formando atletas vencedores dos Jogos Abertos do Interior representando o município.

    O Desafio Mundial de Boxe conta com apoio da Prefeitura de Guarulhos por meio da Secretaria de Esporte, Recreação e Lazer, da World Boxe Federation e do Conselho Nacional de Boxe. Um quilo de alimento não perecível vale uma entrada.

    Serviço: o Ginásio Thomeozão fica na avenida João Bernardo de Medeiros, 762, Bom Clima

    Forjando cidadãos

    Mas muito mais do que forjar bons lutadores e campeões, uma das tarefas mais importantes desenvolvidas pela Coliseu destina-se a evitar que crianças e adolescentes sejam atraídos ao mundo das drogas e do crime. A instituição mantém um projeto social que oferece aulas de boxe gratuitamente a jovens de famílias de baixa renda. Desde o início, em meados da década de 1990, mais de 4.000 já participaram das atividades.

     

    boxeador Alex de Oliveira

    Um dos casos emblemáticos registrados pela Coliseu é o de Alex de Oliveira, 28 anos. Aos 15 anos e rodeado por “más influências”, como ele mesmo diz, o jovem procurou o boxe como forma de aprender a brigar. “Me espelhava no que via na rua. Gostava de confusão, mas acabei me apaixonando pela modalidade, que me ensinou a ter respeito, foco e, principalmente, me permitiu sonhar e ter o desejo de uma vida melhor”, relata.

     

    Até cerca de um ano, quando resolveu parar de lutar para se dedicar exclusivamente ao estudo, Alex colecionou conquistas no boxe amador, entre eles dois títulos de campeão brasileiro, dois de campeão paulista e uma medalha de bronze no Pan-americano Juvenil de Boxe em 2005, no México.

    De 2005 a 2006, ele integrou a Seleção Brasileira de Boxe. Ao todo foram 199 lutas como amador, com apenas 22 derrotas. No boxe profissional conquistou os títulos de campeão brasileiro e latino pela WBO (Organização Mundial de Boxe). Fora dos ringues, Alex vai colecionando outras vitórias: está com formatura no curso de Direito marcada para dezembro e já está aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Ele finaliza: “O boxe me deu tudo o que sou hoje.”

    FOTO ROBSON  SILVA  MOREIRA

    Anderson Pantera, atual campeão mundial pela WBF (Federação Mundial de Boxe), defenderá o cinturão diante do argentino Dario Fabian Pucheta.

    Anderson Pantera, atual campeão mundial pela WBF (Federação Mundial de Boxe), defenderá o cinturão diante do argentino Dario Fabian Pucheta.

     

    Facebook Plugins