Guarulhos-Noticias/Gng Guarulhos-Noticias/Gng Gru Guarulhos Home GnG Gru Guarulhos Alerj debate papel dos catadores de lixo na reciclagem

Alerj debate papel dos catadores de lixo na reciclagem

.Alerj debate papel dos catadores de lixo na reciclagem

Da Agência Brasil Edição: Stênio Ribeiro

A coleta seletiva de lixo no estado do Rio de Janeiro atualmente é inferior a 4%, percentual bem abaixo da média estipulada pela Lei Nacional de Resíduos Sólidos, que prevê o índice mínimo de 10% até o final de 2014, em todos os estados. Em busca de reverter esse quadro, a Comissão de Defesa do Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) debateu na tarde de hoje (25) o papel dos catadores na reciclagem de lixo no estado.

Cerca de 130 catadores estiveram na audiência pública discutindo o Projeto de Lei Estadual (PL) 2.868/2014, que, se aprovado, irá remunerar os catadores de recicláveis pela prestação de serviço ambiental, com dinheiro oriundo do Fundo de Recursos Hídricos.

“ É um reconhecimento. O catador quando tira um lixo do chão, evita uma série de situações, como alagamentos, por exemplo. Além disso, transforma o lixo reciclável em matéria-prima. No final das contas, ele presta um serviço à sociedade. Com o projeto, as cooperativas vão encontrar maior facilidade ao realizar os registros para entrada de contratações”, disse o deputado e vice-presidente da comissão, Carlos Minc (PT).

De acordo com Minc, autor do projeto, o PL vai viabilizar a criação de um programa de pagamento a cooperativas de catadores pelo serviço ambiental prestado.

Atualmente, um número muito pequeno de municípios faz a coleta seletiva. Segundo o deputado, os catadores se queixam do não cumprimento da lei nacional. “Os municípios devem fazer a coleta prioritariamente com as cooperativas. Em tese, o lixo recolhido tem que ser entregue a uma cooperativa. Assim que o projeto for aprovado, vamos enviar um ofício a cada um dos prefeitos, com cópia para o Ministério Público, explicando a lei, e mencionando as cooperativas que existem nos municípios e proximidades”, explicou Minc.