Guarulhos-Noticias/Gng Guarulhos-Noticias/Gng Gru Guarulhos Home GnG Gru Guarulhos Conselho de Comunicação Social vai debater violência contra jornalistas

Conselho de Comunicação Social vai debater violência contra jornalistas

Conselho de Comunicação Social vai debater violência contra jornalistas

O debate contará com a participação da ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Ideli Salvatti.

O Conselho de Comunicação Social do Congresso Nacional realiza na segunda-feira (5), às 14 horas, audiência pública interativa para debater a violência praticada contra jornalistas, radialistas e comunicadores em geral.

O debate contará com a participação da ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Ideli Salvatti; e do vice-presidente da Federação Internacional dos Jornalistas, Celso Augusto Schröder.

O público poderá acompanhar o debate, a ser realizado no Plenário 6 da ala Nilo Coelho, por meio do portal e-Cidadania do Senado, que transmitirá o evento em tempo real.

Conselho de Comunicação Social vai debater violência contra jornalistas

Na avaliação da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), as agressões contra os profissionais de imprensa não colaboram com a luta pela democratização da informação.

Conselho de Comunicação Social vai debater violência contra jornalistas

Em nota recente, a entidade repudiou as agressões sofridas por jornalistas, sobretudo durante o exercício profissional, a exemplo do que ocorreu recentemente com equipe da TV Globo durante cobertura de protesto em Copacabana, no Rio de Janeiro. A Fenaj observa ainda que a crítica aos veículos de comunicação não deve servir de argumento para impedir o trabalho profissional.

Convidados
Para discutir o tema, também foram convidados a secretária nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, Regina Maria Filomena de Luca Miki; o diretor-geral da Associação Brasileira de Empresas de Rádio e Televisão (Abert), Luís Roberto Antonik; e o coordenador da Federação Interestadual dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e Televisão (Fitert), José Antonio Jesus da Silva.

Voz do Brasil
Na mesma reunião, o Conselho deverá definir a data de realização de audiência pública para instrução do Projeto de Lei do Senado (PLS) 19/11, que confirma a obrigatoriedade de transmissão do programa A Voz do Brasil em seu horário atual de veiculação – de segunda a sexta-feira, das 19h às 20h – e propõe que a atração se torne parte do patrimônio imaterial do País.

A proposta, já aprovada na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática, tramita na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), e tem como relatora a senadora Ana Rita (PT-ES).

Também deverá ser objeto de debate o Projeto de Lei (PL) 595/03, da deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC), que flexibiliza a retransmissão do programa A Voz do Brasil, no horário compreendido entre as 19h30 e 00h30, e estende a obrigatoriedade de transmissão às emissoras de televisão. O projeto está pronto para ser votado no Plenário da Câmara dos Deputados.