MP ajuíza ação civil pública contra Imobiliária Continental, em Guarulhos

    0
    609
    Empresa é responsável por venda de lotes integrantes de loteamento irregular de baixa renda
    MP ajuíza ação civil pública contra Imobiliária Continental, em Guarulhos
    MP ajuíza ação civil pública contra Imobiliária Continental, em Guarulhos

    MP ajuíza ação civil pública contra Imobiliária Continental, em GuarulhosUltimas atualizações 05/08/2014

    O Ministério Público de São Paulo, por meio da Promotoria de Justiça de Guarulhos, ajuizou no último dia 30/07, ação civil pública contra a Imobiliária

    Continental, responsável por loteamento irregular de baixa renda com área de 3.587.502,95m² e cerca de 15 mil lotes, com pedido de antecipação de tutela.

    O MP pede à Justiça que declare a suspensão dos pagamentos, à Imobiliária Continental, dos valores relativos aos contratos de compra e venda de lotes do “Parque Continental”, devendo os adquirentes depositar as parcelas restantes em Juízo, nos termos do art. 38 da Lei 6766/79, até a regularização completa do Loteamento.

     MP ajuíza ação civil pública contra Imobiliária Continental, em Guarulhos

    Ainda, entre outros pedidos, o Ministério Público pleitei a suspensão das cláusulas contratuais relativas aos contratos de compromisso de compra e venda dos lotes do “Parque Continental” que possibilitem rescisão contratual por inadimplemento do adquirente antes da completa regularização do Loteamento, nos termos do art. 37, 39 e 46 da Lei 6766/79, ficando, ainda, a requerida impossibilitada de realizar qualquer ato negocial com relação aos lotes do “Parque Continental”, ainda que por interposta pessoa, sendo vedada a publicidade, alienação, locação, cessão ou exploração, a qualquer título, até que haja a completa regularização do parcelamento.
     MP ajuíza ação civil pública contra Imobiliária Continental, em Guarulhos
    Logo após o registro do loteamento, ainda no ano de 1980, a Imobiliária Continental iniciou a venda dos lotes, muito embora sem implementar as obras mínimas de infraestrutura. Durante todo esse período, o loteador não sanou as inúmeras irregularidades constatadas e manteve a negociação dos lotes, sem nunca informar a irregularidade do loteamento.

     MP ajuíza ação civil pública contra Imobiliária Continental, em Guarulhos

    Embora o loteamento tenha sido registrado com 7.452 lotes (com área mínima de 250m²), a imobiliária promove a venda de “meio lote”, promovendo desdobro irregular, ou seja, cada lote é vendido como ‘a’ e ‘b’, e área de 125m². Há, portanto, cerca de 15.000 lotes materialmente existentes no loteamento irregular.

     MP ajuíza ação civil pública contra Imobiliária Continental, em Guarulhos

    Para a Promotora de  Justiça, permitir que a Imobiliária Continental permaneça recebendo normalmente os valores decorrentes da venda dos lotes “significa chancelar prática absolutamente ilegal”.

     

    Siga-me !

    Facebook Plugins

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.