Falso e-mail sobre a Delegacia Eletrônica está circulando na Internet.

    0
    751
    Falso e-mail sobre a Delegacia Eletrônica está circulando na Internet., Guarulhos Gng
    Falso e-mail sobre a Delegacia Eletrônica está circulando na Internet.

    Começou a circular na internet um e-mail falso com um link que, se clicado, pode infectar o computador com um vírus. A mensagem afirma ser da Delegacia Eletrônica da Polícia Civil, mas é mentira. O título é “boletim de ocorrência registrado para seu cpf”, em letras minúsculas mesmo.

    Falso e-mail sobre a Delegacia Eletrônica está circulando na Internet. 

    22:28:02

    No texto falso está escrito que uma queixa teria sido feita contra a pessoa que recebeu a mensagem e pede para que ela clique num link para “conferir” o boletim de ocorrência (que não existe). Além disso, o e-mail pede para que a pessoa compareça a um determinado local para obter “maiores esclarecimentos”. É tudo enganação.

    A Delegacia Eletrônica só envia e-mail para quem registra o BO pela internet. No e-mail falso, a mensagem é endereçada não para a vítima que registrou o caso, mas para uma pessoa que teria sido “acusada” na elaboração do documento.

    Falso e-mail sobre a Delegacia Eletrônica está circulando na Internet.

    Para piorar o engano, o e-mail mostra um link que, se clicado, pode trazer ao computador da pessoa um vírus. A frase desse link é “Confira o boletim”, e um dos endereços para o qual aponta éhttp://dc232.4shared.com/download/aOnB2sDz/Boletim_spF3C95.zip.

    O internauta NÃO deve clicar nisso pois o endereço NÃO é da Delegacia Eletrônica nem da Polícia Civil.

    Outro detalhe importante que o internauta deve observar é o endereço de e-mail de quem envia a mensagem. O nome do remetente aparece como “Polícia Civil”, mas o endereço em nada tem a ver com a instituição, podendo variar. Dois exemplos de e-mails falsos detectados tinham os endereços de remetentes “neli@igxxxxxxstribuidora.com.br” e “vendas@frixxxxx.com.br” (as letras “x” são para evitar a divulgação dos endereços). Esses e-mails podem ter sido “roubados” por quem escreveu o falso e-mail apenas para enviar as mensagens.

    O GTI – Grupo de Tecnologia da Informação – da SSP alertou a Polícia Civil para esse e-mail falso. Cópias dele já foram enviadas para o Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), que irá investigar a sua origem e o seu criador. O GTI da SSP afirma que registrar um boletim de ocorrência na Delegacia Eletrônica é totalmente seguro e que esse e-mail falso, além de conter uma mentira, nunca se originou da delegacia.

    A unidade eletrônica da Polícia Civil foi criada no ano 2000 e encerrou 2011 com 731 mil boletins de ocorrência registrados. Hoje, os BOs online correspondem a 26% do total. No último dia 30 de março, a Delegacia Eletrônica da Polícia Civil ampliou os tipos de crimes que podem ser registrados pela internet. Hoje, também podem ser comunicadas ocorrências de calúnia, injúria, difamação e ameaça.

    Adriano Moneta

    Facebook Plugins

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.