Delator diz que Gleisi, Meurer e Pizzolatti receberam propina

    0
    595
    POLICIA FEDERAL CUMPRE MANDATO DA LAVA JATO EM GUARULHOS
    POLICIA FEDERAL CUMPRE MANDATO DA LAVA JATO EM GUARULHOS

    Delator diz que Gleisi, Meurer e Pizzolatti receberam propina

    Delator diz que Gleisi, Meurer e Pizzolatti receberam propina

    Delator diz que Gleisi, Meurer e Pizzolatti receberam propina

    10:09:38

    Facebook

    O advogado detalhou ainda que o dinheiro foi providenciado pelo doleiro Alberto Youssef

    Delator diz que Gleisi, Meurer e Pizzolatti receberam propina
    Delator diz que Gleisi, Meurer e Pizzolatti receberam propina

    Agência Senado / Geraldo Magela

    Durante sua delação premiada feita em fevereiro e já homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o advogado Antonio Carlos Brasil Fioravante Pieruccini afirmou ter feito entregas de dinheiro em shoppings, apartamentos, estacionamentos e hotéis para pessoas ligadas a três políticos: a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), o deputado federal Nelson Meurer (PP-PR) e o ex-deputado João Pizzolatti (PP-SC), de acordo com o jornal ‘Folha de S. Paulo’.

    O advogado detalhou ainda que o dinheiro foi providenciado pelo doleiro Alberto Youssef, considerado um dos principais operadores do esquema de propinas na Petrobras. O ministro do STF Teori Zavascki tornou a delação pública no passado dia 13.

    Ainda segundo o jornal, na delação o advogado disse que em 2010 viajou quatro vezes para Curitiba (PR) para entregar dinheiro à campanha de Gleisi, ex-ministra da Casa Civil (2011-2014). Ainda segundo Pieruccini, os valores foram acertados com Paulo Bernardo, marido de Gleisi e ex-ministro do Planejamento (2005-2011) e das Comunicações (2011-2015) e tinham como fim a campanha da candidata ao Senado.

    A Pizzolatti foram feitas duas entregas em dinheiro –a primeira, de R$ 100 mil, no segundo semestre de 2009. Já a Meurer, foram feitas “mais de 30 (entregqas)” entre 2009 e 2011, quase sempre no hotel Curitiba, na cidade homônima, e no estacionamento do aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais (PR).

    A Pizzolatti foram feitas duas entregas em dinheiro –a primeira, de R$ 100 mil, no segundo semestre de 2009. Já a Meurer, foram feitas “mais de 30 (entregqas)” entre 2009 e 2011, quase sempre no hotel Curitiba, na cidade homônima, e no estacionamento do aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais (PR).

     

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.