Grupo dos 10% mais ricos concentra 40,5% da renda no país, aponta IBGE

Grupo dos 10% mais ricos concentra 40,5% da renda no país, aponta IBGE

Grupo dos 10% mais ricos concentra 40,5% da renda no país, aponta IBGE

Entre pretos e pobres com mais de 18 anos, 45% não haviam concluído o ensino fundamental

Embora a concentração de renda tenha diminuído no Brasil nos últimos anos, o grupo dos 10% mais ricos ainda concentra 40,5% do rendimento dos trabalhadores brasileiros.

O dado é da Síntese de Indicadores Sociais divulgada nesta sexta (2) pelo IBGE.

Os 40% mais pobres ficaram com apenas 13,6% da renda.

Em relação a 2005, a concentração da renda entre os 10% mais ricos caiu de 45,3% para 40,5%. Já a fatia dos mais pobres subiu de 11% para 13,6%.

A queda levou a uma redução do índice de Palma (indicador de desigualdade que compara a renda dos 10% mais ricos com a dos 40% mais pobres) no período, de 4,1 para 3.

A distribuição de renda entre brancos e pretos ou pardos também diminuiu, mas permanece em níveis altos.

De acordo com o IBGE, entre os 10% mais pobres, 75,5% se declaram pretos ou pardos. Em 2005, eram 74,1%.

No grupo dos 10% mais ricos, 79,7% são brancos. Em 2005, eram 86%.

Com base em dados da Pesquisa Nacional de Saúde, de 2013, o IBGE detectou ainda grande desigualdade com relação ao acesso a bens e serviços.

Entre pretos e pobres com mais de 18 anos, 45% não haviam concluído o ensino fundamental, 60,8% não têm acesso à internet em seu domicílio, 53,1% não têm máquina de lavar e 76,8% não têm plano de saúde.

Entre os brancos, os números são 32,6%, 40,7%, 27,2% e 60,1%, respectivamente.

“Há muito trabalho a ser feito. Um país desigual como o Brasil necessita de políticas públicas para reduzir a desigualdade”, disse o coordenador da pesquisa do IBGE, André Simões. Com informações da Folhapress.

 

Facebook Plugins

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.