Associação de procuradores divulga carta de repúdio a declarações de Gilmar Mendes

 16:57:01

 Associação de procuradores divulga carta de repúdio a declarações de Gilmar Mendes

A associação nacional que representa os 1.300 procuradores da República divulgou uma carta aberta contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes. O documento é endereçado aos demais ministros da Corte.

Para os procuradores, só o Supremo pode corrigir os erros cometidos por um de seus ministros, quando os atos e exemplos desse ministro põem em dúvida a credibilidade de todo o Tribunal e do próprio Judiciário.
O texto destaca que não se trata de um ato de censura e avalia que a desenvoltura com que o ministro Gilmar Mendes se envolve no debate público, dos mais diversos temas, fora dos autos, causa perplexidade. Afirma que esse comportamento escapa do papel e do cuidado que se espera de um juiz. E que a atitude de Gilmar Mendes destoa, por completo, do comportamento público de qualquer outro ministro do Supremo.
Os procuradores da República afirmam que Gilmar Mendes ataca instituições e membros do Poder Judiciário e do Ministério Público, do Procurador-Geral da República a juízes e procuradores de todas as instâncias.
A associação lembrou que, recentemente, o ministro tirou da prisão os empresários de ônibus envolvidos em casos de corrupção no Rio de Janeiro. E que as declarações de Gilmar Mendes para justificar esse ato seriam absolutamente injustas e lançaram dúvidas sobre a dignidade de todas as instâncias inferiores e mesmo a de seus colegas do Supremo Tribunal Federal.
Por meio da assessoria de imprensa, a presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, informou que não vai comentar a carta aberta. Já a assessoria do ministro Gilmar Mendes não retornou os nossos contatos.

– Assuntos: STF, Gilmar Mendes, procuradores da República, carta de repúdio, Justiça, Ministério Público, Tribunais de Justiça

Facebook Plugins

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.