Guarulhos-Noticias/Gng Guarulhos-Noticias/Gng Gru Guarulhos Home GnG Gru Guarulhos Destaque Gru Guarulhos CCJ quer aumentar poder fiscalizatório do Legislativo

CCJ quer aumentar poder fiscalizatório do Legislativo

Comissão de Justiça entende que atuação do vereador pode e deve ser ampliada
 

A Comissão Permanente de Constituição, Justiça e Legislação Participativa (CCJ) da Câmara de Guarulhos reuniu-se na manhã desta quinta-feira (3) e deliberou seis projetos de Lei.  Outros quatro itens da pauta serão objeto de mais discussões antes de parecer. Este foi o caso do PL 3626/2017, assinado por vários vereadores, que inclui um dispositivo na Lei Orgânica Municipal dando competência aos vereadores para fiscalizar os serviços dos órgãos públicos estaduais e federais instalados na cidade.

De acordo com o vereador Eduardo Barreto (PCdoB), presidente da CCJ, a comissão irá suspender o projeto para que este tema possa ser discutido entre os parlamentares da Casa. “A propositura é inconstitucional, mas está na hora de colocarmos esta limitação em debate, pois estamos sem condições de fiscalizar hospitais e outros órgãos que não sejam municipais, com prejuízos à população e à nossa própria atividade parlamentar”, argumentou.

Em relação aos demais projetos, recebeu parecer favorável de Barreto e do vereador João Dárcio Ribamar Sacchi (Podemos) o PL 3547/2018 (Rafa Zampronio, PSB), que altera a Lei 7470/2016 para fazer constar todo 15 de setembro como o Dia dos Desbravadores, grupo ligado à Igreja Adventista, em Guarulhos.

Receberam parecer contrário os seguintes projetos: PL 2108/2019 Prefeitura), que institui o Programa de Incentivos às Microcervejarias Artesanais, Brewpubs e Cervejeiros Caseiros; o PL 2664/2017 (João Dárcio Ribamar Sacchi, Podemos), que dispõe sobre o reaproveitamento e reciclagem dos filtros de cigarro e demais componentes de qualquer produto fumígeno, derivado ou não do tabaco; o PL 2067/2019 (Prefeitura), que compensa créditos tributários e não tributários do Município para com o Saae; e o PL 402/2018 (João Thomaz e Geraldo Celestino, ambos PSDB), que institui o Programa de Integridade às empresas que contratarem com a Prefeitura.

Também foi discutido o veto total ao PL 3545/2018 (Prefeitura), dispondo que os enfermeiros registrados no conselho profissional podem exercer o serviço de enfermagem em consultórios próprios. O veto foi mantido.