Guarulhos-Noticias/Gng Guarulhos-Noticias/Gng Gru Guarulhos Home GnG Gru Guarulhos Destaque Gru Guarulhos Sem apoio no PSL para disputa em SP, Joice pode se filiar ao DEM
Sem apoio no PSL para disputa em SP, Joice pode se filiar ao DEM

Sem apoio no PSL para disputa em SP, Joice pode se filiar ao DEM

Sem apoio no PSL para disputa em SP, Joice pode se filiar ao DEM
Sem apoio no PSL para disputa em SP, Joice pode se filiar ao DEM

10:01:46

Joice já teve reuniões para tratar do assunto não apenas com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mas com a cúpula da legenda

Interessada em disputar a eleição para a Prefeitura de São Paulo, em 2020, e com muitas resistências do PSL, a deputada Joice Hasselmann (SP), líder do governo Bolsonaro no Congresso, poderá deixar o partido para se filiar ao DEM.

 

Joice já teve reuniões para tratar do assunto não apenas com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mas com a cúpula da legenda. O martelo só não foi batido porque depende de uma estratégia casada com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

Pré-candidato à sucessão do presidente Jair Bolsonaro, Doria apoia oficialmente a campanha à reeleição do prefeito Bruno Covas (PSDB). O DEM tem o vice-governador, Rodrigo Garcia, e aguarda as definições de Doria para definir os próximos passos.

A vitória na capital paulista é vista como essencial para o projeto do governador, que em 2022 pretende enfrentar Bolsonaro e disputar o Palácio do Planalto.

Uma ala do PSDB pressiona Covas a desistir de sua candidatura, sob o argumento de que ele enfrenta muita rejeição e não consegue decolar. Nesse caso, os tucanos poderiam apoiar Joice, que é próxima de Doria.

“Eu confio no Bruno e sei do trabalho que ele está fazendo”, disse o governador. Nos bastidores, porém, há quem aposte em “traições” na campanha, caso Bruno Covas não abra mão de concorrer. Questionada sobre a intenção de se filiar ao DEM, Joice abriu um sorriso. “Eu recebi convite de cinco partidos. O DEM é um deles”, afirmou a deputada. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: noticiasaominuto