A volta de Jesus, a esperança da Igreja

A volta de Jesus, a esperança da Igreja
A volta de Jesus, a esperança da Igreja

São várias correntes defendidas e cada um com sua teoria e opinião.Ilustração sobre Jesus

 Fonte gospelprime
10:51:33
A religião é um dos temas mais debatidos ao longo da história da humanidade, já que, o ser humano, desde suas origens, sempre foi um ser religioso, como apontou o frei católico Boaventura Kloppenburg: “Sustentamos que o ser humano é por sua natureza um ser religioso, ordenado a transcender-se a si mesmo”. Portanto, os temas que giram em torno do tema religião, sempre geraram muito interesse por parte das pessoas, principalmente os temas que tratam acerca do tempo do fim, daí nascem o interesse de muitos pela Escatologia, e em especial, sobre a volta de Jesus.
 
A palavra “Escatologia” vem do latim, éschatos, “ultimo”, e logos “estudo”. Portanto, a escatologia é o estudo das ultimas coisas e que significa “estudo do fim”. Esta palavra possui seus sentidos fundamentados dentro da perspectiva teológica em relação ao tempo do fim. De acordo com o pastor Walter Brunelli: “ Todas as religiões tem a sua escatologia”.
 
Enfim, a perspectiva acerca do futuro existe em todas as culturas, pensar o futuro, é repensar a própria existência, portanto, o futuro não é uma categoria de menor importância, mas, a certeza no porvir.
 
A Escatologia dentro da Perspectiva bíblica.
De acordo com o doutor Champlim: “Tanto no Antigo quanto no Novo Testamentos, o tema escatológico mais comum é aquele que diz respeito ao messias”. Dentro da perspectiva bíblica, a escatologia faz parte de um conjunto de temáticas que apontam para o final dos tempos, e no Antigo Testamento e literatura profética encontra-se presente através dos livros como Daniel e Ezequiel, e assim, neste livros, podemos observar claramente o apontamento profético que aponta para o futuro da chega do Messias.
 
 
A Escatologia Cristã e suas principais correntes de Interpretação.
A Escatologia e o livro do Apocalipse,são com certeza os temas mais discutidos ao longo da história da igreja, e considerado um dos mais difíceis da Bíblia para se interpretar pela maioria dos cristãos. Existem então diferentes métodos de interpretação deste temas, como a interpretação preterista, a historicista e a futurista. No entanto, este texto, apresenta as bases escatológicas da teoria futurista e na crença na volta de Jesus.
 
 
Em relação à volta do Senhor Jesus, a única unanimidade que há entre os teólogos é que ela acontecerá.
 
Nos demais aspectos, são várias correntes defendidas e cada um com sua teoria e opinião. É praticamente impossível definir como será a volta do Senhor e os demais acontecimentos dos últimos dias. São os mistérios do Senhor!
 
Principais correntes defendidas pelos teólogos: A Escatologia geral acerca da doutrina do Arrebatamento, divide-se nestas três escolas de pensamento:
 
A) Pré tribulacionismo: Essa linha defende que Jesus Cristo, volta antes da Tribulação e Grande tribulação.
B) Midi-tribulacionismo : Essa linha defende que Jesus, volta no período entre a tribulação e a Grande tribulação.
C) Pós-tribulacionismo : Essa linha defende que o arrebatamento irá ocorrer após a Grande tribulação.
 
A Segunda Volta de Jesus: esperança da Igreja
A Volta de Jesus faz parte da Escatologia e é um tema muito difundido e aguardado por todos que professam o cristianismo. De acordo com o pastor Ciro Sanchez Zibordi: “Há inúmeras profecias sobre esse acontecimento nas escrituras ”Qual o cristão fiel que não espera com ansiedade a Segunda Vinda de Jesus, este sentimento gera esperança nos cristãos. De acordo com o pastor Elienai Cabral: “O Arrebatamento da Igreja. É um evento que transcende as leis físicas ora conhecidas, pois envolve a transformação e translado dos verdadeiros cristãos para junto de Jesus”
 
A vinda de Jesus, é a principal doutrina da escatologia e é mencionada aproximadamente 318 vezes no Novo Testamento.
 
 
Como devemos aguardar a Volta de Jesus?
Vivemos os últimos tempos e cada vez mais os sinais do arrebatamento são claros, fazendo com que cada cristão reflita o seu papel na sociedade, sendo que o nosso grande objetivo é estabelecer os valores do Reino de Deus entre os homens (Rm 14: 17). Entretanto muitos não creem no arrebatamento, outros acham que o Apocalipse é um livro mitológico ou histórico, sem nenhum tipo de aplicação para o tempo presente. Ledo engano, vivemos sim o final dos tempos, contudo devemos evitar os extremos, fugindo de dois polos.
 
Fanatismo
 
Nos tempos da Igreja primitiva, os membros da Igreja de Tessalônica iam para o teto de suas casas vestidos de branco próximo da meia noite, esperar Jesus voltar, outros na mesma localidade não queriam mais nem trabalhar. Recentemente no século passado, alguns pastores desencorajavam seus membros a estudarem, pois a qualquer momento Jesus ia voltar, já outros demonizavam tudo, e sem nenhum tipo de cuidado bíblico, ficavam apontando tudo como a marca da besta ou o sinal dos últimos dias. Em um passado recente, alguns afirmavam que o código de barras era a marca da besta, já alguns pregadores exageravam nesse tipo de exposição, ensinando que “ Ao mil chegará, mas ao dois mil não passara”. Esse ditado, muito popular no século passado não esta escrito na Bíblia, mais era defendido com unhas e dentes como ensino bíblico.
 
Descrença
Infelizmente, muitos não creem no arrebatamento da Igreja, alegando que tal ensinamento não passa de mito e fabula, já outros cristãos até acreditam, mas creem que esse acontecimento vão demorar muito, ou seja, vivem despreocupados com a volta de Jesus. Como cristãos devemos rejeitar tanto o fanatismo como a indiferença, mas, devemos pautar nossa vida pela doutrina bíblica e assim procurar crescer na verdade, pois os fundamentos da palavra são inabaláveis: “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor”. O Ensino sobre o Arrebatamento, além de confrontador, é muito atual, pois realmente um dia Cristo voltará e cabe a cada um de nós sermos vigilantes: “Vigiai e orai” (Mt 26:41). Como cristãos devemos estudar cada vez mais a palavra, pois nela descobrimos muitas verdades bíblicas, sendo que um dia Cristo voltará, Maranata, ora vem Senhor Jesus!
 
 
A Parousia como esperança para o cristão
A Palavra parousia, é um termo grego que alude a volta de Jesus. De acordo com entendimento pré-tribulacionista, a vinda de Jesus se fará em duas fases: primeiro será o arrebatamento da igreja, isto é somente para a igreja, onde ele irá arrebatar a igreja. A segunda fase é a revelação pessoal de Cristo no Monte das Oliveiras, no final da Grande tribulação.
 
Enfim, a profecia serve como um mapa rodoviário de DEUS mostrando para onde a história se dirige e ela desempenha um papel importante ao revelar o propósito de Deus para a humanidade, portanto, não percamos nossa esperança e nem a nossa fé, pois um dia, Jesus irá voltar para arrebatar a sua igreja.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.