Crianças usam arte para aprender educação no trânsito

    Rede Gazeta News Guarulhos

     

    Mais de 200 unidades da rede municipal de ensino já receberam o programa

    10/04/2013  » Autor: Juliana Romar / Fotos: Raphael Lima atualizado 15/04/2013

     

    “Respeitar as leis do trânsito é respeitar a própria vida”. É assim que os atores Robson Moreno e Marcio Menta iniciam a peça teatral que integra o programa “A Caminho da Escola” nas escolas municipais do Rio. O projeto, uma iniciativa da Secretaria de Transportes e da CET-Rio, leva para dentro das unidades de ensino as regras e conceitos básicos de educação no trânsito e transporte seguro.

     

    O programa, que já atendeu mais de 200 escolas desde 2009, inclui atividades lúdicas e pedagógicas voltadas para crianças de 9 a 11 anos. Num período de quatro horas são realizados jogos, dinâmicas de grupo, oficinas de arte e peças teatrais que simulam situações de trânsito para sensibilizar crianças e educadores sobre o comportamento adequado de pedestres e motoristas e prevenção de acidentes.

    As crianças são o nosso futuro. Foi pensando nisso que criamos a campanha educativa para conscientizar os pequenos sobre a importância da gentileza no trânsito – disse o prefeito Eduardo Paes.

    Na primeira semana de abril, o projeto “A Caminho da Escola” esteve na Escola Municipal Francisco Galotte, em Quintino, onde cerca de 310 alunos do 5º e 6º ano do Ensino Fundamental participaram das atividades. Durante cerca de 50 minutos, as crianças acompanharam o dia a dia da família da Dona Bibi, o filho Fonfon e o marido Paiê, um agente de trânsito que iria conduzir o menino até a escola. No trajeto, os pais ensinam o filho sobre as regras do trânsito, a importância de atravessar na faixa de pedestre, as cores do semáforo (verde=seguir, amarelo=atenção e vermelho=parar) e do sinal para o pedestre, o significado das placas de trânsito e do banco preferencial no ônibus.

    Além disso, eles também explicaram a função da CET-Rio e de um agente de trânsito, a utilização de equipamento de segurança quando estiverem andando de bicicleta ou motocicleta, bem como a obrigatoriedade de refletores adesivos, retrovisores e buzinas nos veículos. Sempre atentos a cada detalhe, os alunos interagiram animados com os atores, respondendo perguntas, dançando, cantando e batendo palmas.

    Para a diretora da unidade, Icéa Maria Mattos, o projeto é muito importante para ensinar noções de cidadania aos alunos:

    Os alunos são multiplicadores da informação e levam pra casa o que aprendem aqui. E isso é muito bom porque agora eles já podem, por exemplo, lembrar os pais que falar no celular enquanto dirigem é perigoso.

    Após a peça teatral, os alunos retornaram às salas de aula, onde realizaram diversas atividades com os monitores do programa. O assunto é abordado em diversas situações de pesquisa e em  atividades que envolvam criatividade e participação efetiva das crianças.

    A jovem Priscilla Pinheiro, 11 anos, assistiu atenta a cada explicação e garante que aprendeu muito:

    – Aprendi bastante. Não sabia que não devemos conversar com o motorista de ônibus enquanto ele dirige porque desvia a atenção dele e pode atrapalhar. Muitas coisas que ensinaram no teatro eu já sabia, mas tem muita gente que ainda faz coisa errada, como atravessar fora da faixa e avançar o sinal de trânsito.

    As unidades interessadas em receber as atividades do “A Caminho da Escola” devem fazer o agendamento na CET-Rio, por meio do telefone (21) 2535-5046.

     

    Deixe uma resposta

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.