Início Futebol Cruzeiro empata aos 46 do segundo tempo e evita derrota para o...

Cruzeiro empata aos 46 do segundo tempo e evita derrota para o Uberlândia na estreia do Mineiro

Cruzeiro empata aos 46 do segundo tempo e evita derrota para o Uberlândia na estreia do Mineiro
Cruzeiro empata aos 46 do segundo tempo e evita derrota para o Uberlândia na estreia do Mineiro

Rede Gazeta News Guarulhos

 

19:10:16

A temporada 2021 do Cruzeiro começou como a passada terminou: com o time decepcionando sua torcida. A Raposa apenas empatou em 1 a 1 com o Uberlândia, gols de Reis para o Verdão, com Raul Cáceres empatando para o time azul.

Foi um duelo em que a equipe celeste estreou cinco reforços e ainda um novato da base, o que dificultou um jogo mais fluido da equipe. O técnico Felipe Conceição estreou no banco da Raposa e viu que realmente terá muito trabalho pela frente para achar uma formação ideal e eficiente.

Time novo, defeitos antigos

O Cruzeiro tentou se impor logo no início do jogo, mas esbarrava na falta de entrosamento dos reforços que começaram como titular (cinco, além do jovem Weverton, em estreia no profissional), que não conseguiam ficar mais próximos na hora de construir as jogadas de ataque. Isso permitiu que o time do Triângulo se arriscasse mais no jogo.

Vacilo da defesa, gol do Uberlândia

A jogada do gol de Reis, aos 25 do primeiro tempo, foi uma sequência de erros. Primeiro, com a liberdade que o atacante recebeu dentro da área. Mesmo pegando mal na bola, Fábio estava mal posicionado e o chute mascado do jogador do Uberlândia entrou manso no canto direito da meta celeste.

Pottker não consegue entregar bom futebol mais uma vez

Repetindo as atuações irregulares de 2020, Willian Pottker não da profundidade na ponta, não trabalha com os outros companheiros de ataque e entra pouco na área adversária. Airton poderia ter nova chance, já que Felipe Conceição busca um jogo mais vertical, trabalhando melhor pelos lados do campo.

Muitos chutes a gol, mas sem qualidade

O Cruzeiro finalizou a gol na etapa inicial sete vezes, sem grande sucesso. No segundo tempo, havia volume, mas sem eficiência. O ataque cruzeirense estava sem força no Parque do Sabiá, apesar de tentar mais de 25 chutes contra a meta do Verdão. Mesmo com tantas tentativas, faltou capricho.

Derrota evitada na “marra”

O empate celeste saiu em uma jogada de Sobis, que deu um passe preciso para Cáceres deixar tudo igual no Parque do Sabiá. Estreia complicada da Raposa.

Muito trabalho pela frente

Felipe Conceição estava certo quando disse que o Cruzeiro ainda precisaria ser muito trabalhado para encontrar um ritmo de jogo mais consistente. Os reforços mostraram potencial, mas ainda há ajustes a serem feitos e a aposta em jogadores como Pottker, Marcelo Moreno para ser a solução ofensiva terá de ser revista.

Foi a estreia, mas suar para conseguir empatar com o Uberlândia,que se propôs a defender apenas, demonstrar que 2021 poderá trazer mais dores de cabeça ao sofrido torcedor da Raposa.

Próximos jogos

O Cruzeiro recebe a Caldense, quarta-feira, 3 de março, às 21h30, no Mineirão. Já o Uberlândia terá, no mesmo dia, só que às 20h, a URT, em Patos de Minas.

 

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

 

Uberlândia 1 x 1 Cruzeiro

Data: 27 de Fevereiro de 2021

Horário: 16h30 (de Brasília)

Local: Estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia(MG)

Árbitro: Paulo César Zanovelli da Silva

Assistentes: Felipe Alan da Costa de Oliveira e Fernanda Nandrea Gomes Antunes

Cartões amarelos:Manoel (CRU), Reis (UBE), Lucas Paranhos (UBE), Marcão (UBE), Matheus Pereira (CRU) e Luizinho (UBE)

Cartões vermelhos: –

Gols: Reis, aos 25’-1ºT(1-0), Raul Cáceres, aos 46’-2ºT(1-1)

 

UBERL NDIA (Técnico: Tuca Guimarães)

 

Marcão, Éverton, Maílson, Bruno Maia e Gilmar; Felipe Recife, Lucas Paranhos, Felipe Pará (Douglas Basílio, aos 23-2ºT); Luizinho, Léo (Natan, aos 23’-2ºT) e Reis (Daniel, aos 32’-2ºT)

 

CRUZEIRO(Técnico: Felipe Conceição)

 

Fábio; Raúl Cáceres, Manoel, Weverton e Alan Ruschel (Matheus Pereira, aos 21’-2ºT); Matheus Neris (Adriano, aos 22’-2ºT), Matheus Barbosa (Claudinho, aos 31’-2ºT) e Marcinho (Thiago, aos 38’-2ºT); Felipe Augusto (Airton, aos 38’-2ºT), William Pottker e Rafael Sobis

Sem comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile