“Eclipse solar é um aviso de que a redenção de Israel começou”, diz Rabino

“Eclipse solar é um aviso de que a redenção de Israel começou”, diz Rabino
“Eclipse solar é um aviso de que a redenção de Israel começou”, diz Rabino
Ads

08:36:49

No último dia 26 de maio, quarta-feira, presenciamos o eclipse da «lua de sangue», agora com o próximo eclipse solar em junho, o rabino Yosef Berger disse que tanto os eclipses lunares e solares são presságios poderosos na tradição judaica e a mensagem é clara: a redenção final já começou.

No próximo 10 de junho ocorrerá o eclipse solar, conhecido como “anel de fogo”, onde o Sol e a Lua ficaram totalmente alinhados com a Terra, como a Lua é menor que o Sol um disco brilhante aparece ao redor da Lua.

Curiosamente em 2017 a revista Científica Astronomy and Geophysics publicou um artigo dos pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, confirmando que a teoria do milagre onde Deus ‘parou o sol’ para Josué durante uma batalha dos israelitas foi na verdade um eclipse solar anular.

Ou seja, o «anel de fogo» que aparecerá nas próximas semanas será um evento astronômico idêntico com o que aconteceu quando Deus deu mais tempo para o povo de Israel derrotar os seus inimigos.

ADS

Além disso, no calendário judeu esta história aconteceu no dia 3 de Tamuz, 2 dias depois do eclipse em 10 de junho.

O rabino Berger, da Tumba do Rei David no Monte Sião, disse que o mês de Tamuz é o início do exílio espiritual da Shekinah, ou seja, a presença de Deus e também o término do exílio

«O exílio começou com um incêndio no Monte do Templo e terminará com um incêndio, aceso pelos árabes, no Monte do Templo , assim como nos disse a profecia», disse ele.

Berger ainda comentou que recebeu uma mensagem pessoal do rabino David Abuchatzeira, um dos principais Cabalistas desta geração dizendo que os dias de hoje não antecedem a redenção final, pelo contrário, «já estamos nos dias da redenção final», afirmou.

«Este eclipse é claramente um aviso às nações de que os judeus foram ordenados a viver em todo Israel. Os palestinos não querem esta terra para eles. Eles odeiam tanto a Deus que querem forçar os judeus a partir. Isso, é claro, nunca vai acontecer», disse o rabino Berger segundo o Israel 365 News.

ADS

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.