Especialista dá dicas para se organizar financeiramente durante a crise

Ads
Gerente financeiro da Sicoob Cocre, Felipe Bianchim, ressalta que os tempos de escassez são os mais propícios para iniciar uma vida de educação financeira

Há pouco mais de um ano, os impactos da pandemia da Covid-19 tocavam o Brasil. Desde então, a crise gerada pelo Coronavírus provocou a diminuição ou a perda da renda de milhões de brasileiros, seja pelo desemprego, diminuição da jornada de trabalho, vendas canceladas ou negócios postergados.

Neste ano, por exemplo, segundo relatório da Tendências Consultoria, a queda na renda total dos brasileiros deve atingir R$ 157 bilhões. Mas é justamente nesta época, com o poder de compra e consumo reduzidos, que fica mais evidente a necessidade da educação financeira para uma adequação com a realidade e a redução dos efeitos da recessão.

Diante deste cenário, o gerente financeiro da Sicoob Cocre, Felipe Bianchim, ressalta que os tempos de escassez são os mais propícios para iniciar uma vida de educação financeira. “É quando a receita fica reduzida, o que tem acontecido com muitas pessoas nesse período, que automaticamente precisamos aprender a lidar com o dinheiro e fazer render cada centavo”, afirma o especialista.

Felipe Bianchim cita que a educação financeira está fundamentada em 3 pilares: fonte de renda, controle de gastos e planejamento financeiro. “Temos sempre que levar em consideração o quanto ganhamos, pois isso irá nortear e suportar o nosso consumo do dia a dia, incluindo todos os gastos previstos mensalmente”.

Mas não basta apenas ganhar, você vai precisar desenvolver o hábito de economizar mensalmente. Para isso, o especialista orienta que você crie a disciplina de primeiro ganhar e depois gastar. “Sempre gaste menos do que ganha, esse é o ponto chave de fechar o mês com saldo positivo”, diz.

Um outro ponto é que não existe uma regra ou limite de quanto devemos economizar do nosso salário por mês. “Recomenda-se que guardemos mais de 10% das nossas rendas mensais, porém, isso está ligado diretamente aos nossos objetivos e metas. O importante é ter consciência que além de ganhar e gastar, você precisa também ter uma reserva de emergência e separar uma parte para investir. Assim, você estará preparado para possíveis eventualidades, conseguirá alcançar seus objetivos e fazer o dinheiro trabalhar por você”, orienta o especialista.

ADS

“Lembrando que, ao pensar em como guardar dinheiro durante a crise, é indispensável rever velhos hábitos de consumo. Primeiro você precisa estar por dentro do seu orçamento, todas as entradas, ganhos mensais ou eventuais. Depois você precisa conhecer seus gastos, fixos ou variáveis. Veja tudo que pode ser reduzido e o que você é capaz de cortar. Diminua o que puder e repense todos os seus hábitos de consumo”, reforça.

O que fazer com o que sobra?

Uma vez economizado, Bianchim orienta que você vai precisar encontrar uma boa opção para investir seu dinheiro. “Cooperativas de crédito podem ser uma boa opção, pois possuem investimentos com segurança e boa rentabilidade. É importante que você saiba que, diferente dos bancos tradicionais, as cooperativas, como a Cocre, não têm fins lucrativos e os donos do negócio são os próprios associados. Ou seja, quando você direciona seu investimento a uma instituição como a Cocre, você está investindo em seu próprio negócio, uma vez que os resultados positivos são distribuídos conforme a participação de cada cooperado na instituição”, diz.

DICAS DO ESPECIALISTA

Então vamos recapitular algumas dicas práticas do especialista Felipe Bianchim para que você possa se organizar financeiramente mesmo durante a crise:

 Conheça suas fontes de rendas e despesas;

 Identifique as despesas fixas e variáveis e quais despesas estão consumindo grande parte do seu orçamento durante o mês;

 Crie o hábito de controlar seus gastos, da maneira que achar melhor, colocando em um papel, planilhas de excel ou aplicativos;

 Defina um limite de gastos mensais, só assim você conseguirá pagar as contas e reservar parte do dinheiro para uma emergência e investir;

5º Trace seus objetivos dentro da sua realidade financeira;

 Revise constantemente seu orçamento para verificar se não está cometendo nenhum deslize.

Atingir a estabilidade financeira não é uma tarefa fácil, muitas vezes será preciso renunciar a algo em determinado momento para conquistar um sonho maior no futuro, porém com dedicação, disciplina e escolhas certas, você pode alcançar esse objetivo.

 

SOBRE A COCRE

A Cocre é uma cooperativa de crédito do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil – Sicoob, com mais de 50 anos de história. Além do agronegócio, a instituição oferece soluções financeiras para os setores de comércio, serviços e indústria, além de pessoas físicas, disponibilizando aos cooperados todos os serviços e produtos do sistema bancário nacional e com a fiscalização do Banco Central.

Está presente em 16 municípios, atendendo a cerca de 50 cidades do entorno de Piracicaba, Araras, Charqueada, Chavantes, Cosmópolis, Iracemápolis, Laranjal Paulista, Rio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Bárbara d’Oeste, São Pedro, Sumaré, Serra Negra, Mogi Mirim e Pirassununga, com 21 pontos de atendimento, além da Unidade Administrativa, que fica em Piracicaba. Mais informações no site www.cocre.com.br

ADS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

sete − 7 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.