Gazeta News Guarulhos recebe visita de um personagem histórico desta cidade e da Grande São Paulo

Gazeta News Guarulhos recebe visita de um personagem histórico desta cidade e da Grande São Paulo
Gazeta News Guarulhos recebe visita de um personagem histórico desta cidade e da Grande São Paulo
Ads

por /Robson Moreira 

19:14:04

A história da humanidade, geralmente, é ornamentada por aqueles que chegam ao poder, pelo simples fato de terem chegado ao poder, mesmo que nunca terem feito Política, no sentido de engajamento voluntário e militante.

Gazeta News Guarulhos recebe visita de um personagem histórico desta cidade e da Grande São Paulo
Gazeta News Guarulhos recebe visita de um personagem histórico desta cidade e da Grande São Paulo

A diferenciação acima, entre poder e Política, se faz necessário, como fundamentação e justificativa da homenagem que se busca fazer, na medida em que se constata que o povo só reconhece como sujeitos do mundo da Política, aqueles que chegam ao poder do Estado, mesmo que estes, no curso da conquista do poder, tenham percorrido os tortuosos caminhos do golpismo, da manipulação e da enganação dos sentimentos populares.

Dito isto, é justo que se destaque que, para além dos personagens encastelados no poder do Estado, incluídos nesse rolê, vereadores, prefeitos, deputados, senadores, governadores e presidente, existe um mundo de inúmeros heróis do povo, que ser definidos como militantes, que constituem a verdadeira ação política, e que são a contraposição daqueles que são os agentes políticos do Estado, na condição de agentes ocupantes de cargos do poder estatal, muito assemelhados à burocracia definida como funcionalismo público.

Destaca-se, que paralelamente ao poder do Estado, existe um mundo de inúmeros de inúmeros heróis anônimos do povo, em geral definidos como militantes, que compõem o verdadeiro e autêntico mundo da política, como negação da legitimação daqueles que exercem o poder político sem a devida legitimidade.

ADS

Não seria preciso dizer, que os cargos de poder do Estado, na prática, são a negação da política, porque, além de individualizar essa atividade, seja porque transforma o poder político em projeto pessoal, seja porque aquilo que é manifestamente coletivo, que é expresso pela Política, acaba suprimido, enquanto esfera mais ampla e portadora da bandeira da ética de construção do amor ao próximo, da luta pelos direitos coletivos, pela justiça e pela democracia, que é a garantia de preservação dos direitos e liberdades de todo o povo, em oposição aos direitos apenas de uma minoria.

Ainda no mundo pleno das analogias, destacamos a figura de Jesus, que empenhou sua vida na construção da Justiça, o que o levou a ser vítima dos atos arbitrários e do poder político, na sua busca da verdade universal frente a verdade específica, ou, dito de outra forma, da luta do coletivo contra o individual, o que, traduzido para os dias de hoje, da busca das liberdades individuais, como instrumento de supressão das liberdades coletivas, que se manifestam de forma ampla, na democracia, como dos direitos de todos.

Este artigo constitue uma singela homenagem ao visitante de nossa redação, Manoel Alencar.

ADS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

18 − 16 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.