Inadimplência em tempos de Coronavírus como podemos ajudar

Inadimplência em tempos de Coronavírus como podemos ajudar
Inadimplência em tempos de Coronavírus como podemos ajudar

Rede Gazeta News Guarulhos

 

Lidar com a inadimplência em condomínios não é uma tarefa fácil. Porém, desde o crescimento do desemprego no Brasil a chegada da pandemia do coronavírus(Covi-19), essa situação tem se tornado uma realidade para os síndicos.

14:15:39

Inadimplência em tempos de Coronavírus como podemos ajudar
Inadimplência em tempos de Coronavírus como podemos ajudar

Por  Tathyane Augusto

Edição: Robson Silva Moreira 

Com o isolamento social os condomínios teve um aumento do uso de água, gás e outros gastos doméstico, como o crescimento do consumo, alguns administradores e sindicos tiveram algumas atitudes para a redução como o fechamento das áreas comuns; interrupção da energia nas áreas comuns fechadas; renegociação dos pacotes de serviço com empresas de telefonia, TV a cabo, Internet e prestadores de serviços; redução na quantidade de visitas dos prestadores de limpeza de piscina e jardinagem e economia nos produtos utilizados nestas áreas; diminuição de visitas dos prestadores reduzindo custo das visitas canceladas – comenta o senhor Alex Mendonça Avelar que é empresário e sindico profissional.
É importante ressaltar que no momento em que o pagamento deixa de ser feito, o condomínio começa a ter desfalque financeiro, e isso pode prejudicar os pagamentos que são feitos com a verba arrecadada pelas taxas condominiais, como funcionários, segurança e manutenções ou seja, a inadimplência acaba prejudicando consideravelmente o gerenciamento do condomínio e a todos os moradores.

É possível o desabono no pagamento da taxa do condomínio
O Empresário Alex Mendonça Avelar responde que:
– Não. A obrigação do condômino de contribuir para as despesas do condomínio está prevista no Art. 1.336, inc I, do Código Civil. Diante desta regra a pandemia não afasta o dever do condôminos de pagar as taxas condomínios na data do vencimentos.
Assim como os condôminos o condomínios também possui compromissos financeiros, como o pagamento de salários dos funcionários, de impostos, de prestadores de serviços, de contas de água e de energias elétrica e de manutenção de áreas comuns.
Na eventual impossibilidade de efetuar o pagamento da taxa condominial, o fato deve ser levado ao síndico e à administradora para seja negociado, caso a caso, dilação de prazo, suspensão de multas e de juros ou outras medidas que sirvam para reduzir os impactos.

Cuidados e organização

Para prevenir esse tipo de situação no condomínio é importante que o síndico mantenha uma boa organização das finanças, e quanto antes perceber o problema, melhor.
O sindico profissional Alex Avelar dá dica para vão lidar com a inadimplência.
• Trabalho de conscientização junto aos moradores sobre a importância da adimplência.
• Renegociações dos valores diluídos nas demais taxas condominiais.
• Feira livre no condomínio (muitos síndicos estão trazendo feiras para dentro dos condomínios, fazendo com que os moradores ganhem em praticidade e tempo, e gerando oportunidade para o desenvolvimento de pequenos negócios locais.
• O tema das feiras varia muito: produtos orgânicos, frutas e verduras, flores, laticínios e até food trucks com retenção no pagamento de porcentagem do valor arrecadado para o caixa do condomínio.• Letreiros eletrônicos
O síndico deve informar a todos os condôminos sobre a importância do pagamento em dia e as consequências que o atraso pode causar.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.