Liderança feminina: por que as mulheres podem oferecer vantagens ao liderar equipes e empresas

Ads

Por Redação

Presença de mulheres em cargos de liderança ainda é pequena, mas números mostram excelência entre líderes. Na Sicoob Cocre a liderança feminina é destaque.

A quantidade de mulheres em cargos de liderança caiu no Brasil nos últimos anos, segundo a pesquisa “Estatísticas de gênero: indicadores sociais das mulheres no Brasil”, divulgada recentemente pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Elas ocupavam 37,4% dos cargos gerenciais em 2019, enquanto que em 2016 elas eram responsáveis por 39,1% dos cargos de liderança.

Na contramão dessa realidade, na Cocre, cooperativa de crédito do Sistema Sicoob, a presença de mulheres na liderança é maior que a de homens. Hoje, dos 47 postos de liderança, 24 são ocupados por mulheres, o que tem contribuído para que o negócio, que já existe há mais de 50 anos, continue crescendo.

A política de contratação de mulheres para cargos de liderança da Cocre está fundamentada na capacidade feminina de tomar iniciativas, agir com resiliência, investir no autodesenvolvimento e focar nos resultados. Tais características estão entre as excelências das mulheres que exercem cargos de liderança, conforme uma pesquisa desenvolvida pela consultoria de desenvolvimento de liderança Zenger/Folkman.

O estudo foi divulgado em 2019 e apontou que líderes mulheres são vistas como tão competentes quanto os homens, se não mais. A análise pediu para que indivíduos avaliassem a eficiência de seus líderes em diversas competências e concluiu que as mulheres foram avaliadas como mais eficientes em 84% dos critérios.

ADS

MAIS MULHERES QUE HOMENS

Essa eficiência levou a Cocre a contar com a presença feminina nos conselhos administrativo e fiscal, além de cargos de supervisão, gestão e superintendência. Em comum, as executivas demonstram sua força por meio do conhecimento, da dedicação e da capacidade de superar obstáculos. E essa não é apenas uma decisão feita por conceito, mas por estratégia de mercado.

“Nossa cooperativa tem um histórico rural, que tem a tendência de ser mais masculinizado. Então, a presença de mulheres na liderança existe para que possamos ter uma visão diferente, mas heterogênea e alinhada ao que o mundo atual pede em termos de inovação e constante evolução”, diz o diretor executivo da Cocre, Nivaldo José Camillo de Oliveira.

Uma dessas mulheres da Cocre é Ana Paula Campesato Pisco, de 43 anos, gerente de PA da agência de São Pedro. Ela está na Cocre desde 2018 e diz que tem orgulho de fazer parte de uma empresa que prioriza o respeito, a inclusão e a valorização das pessoas, independente de gênero. “Aqui na Cocre temos um time de mulheres em cargos de liderança que vem crescendo muito, pois a cooperativa acredita e desenvolve pessoas, independente de gênero ou idade. E acredito que, em breve, veremos muitas outras mulheres assumindo novos desafios na Cocre”, cita.

Dona de um currículo invejável e com uma trajetória de sucesso na carreira, ela acredita que esse é o tempo das mulheres mostrarem suas capacidades de liderança e assumirem cargos importantes nas empresas. “Hoje temos grandes exemplos de mulheres que conseguem conciliar todas as coisas que envolvem o universo feminino e ainda ser extremamente bem sucedida profissionalmente. Essa é uma capacidade da mulher, fazer muitas coisas ao mesmo tempo e ter sucesso em todas”, relata a gerente.

RECIPROCIDADE

Nivaldo José Camillo de Oliveira, diretor executivo da Cocre, exalta o número de mulheres em cargos de liderança na Cocre e diz que, no final, quem ganha com esse cenário é a própria cooperativa. “As mulheres são muito competentes naquilo que fazem e muito capazes de ocupar cargos de liderança, então esses números mostram a seriedade que a Cocre tem com sua gestão. Não tenho dúvida que o sucesso da Cocre está diretamente ligado a quantidade de mulheres envolvidas em todo processo administrativo da instituição”, afirma.

Por outro lado, Ana Paula destaca a preocupação da Cocre em promover o crescimento e o desenvolvimento profissional de seus colaboradores, sobretudo as mulheres. “Ser Cocre significa felicidade e orgulho em estar entre as melhores empresas para se trabalhar. É aqui que me encontrei como profissional e sinto que, através do meu trabalho, posso levar justiça financeira para minha comunidade”, reforça a gerente.

 

SOBRE A COCRE

A Cocre é uma cooperativa de crédito do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil – Sicoob, com mais de 50 anos de história. Além do agronegócio, a instituição oferece soluções financeiras para os setores de comércio, serviços e indústria, além de pessoas físicas, disponibilizando aos cooperados todos os serviços e produtos do sistema bancário nacional e com a fiscalização do Banco Central.

Está presente em 16 municípios, atendendo a cerca de 50 cidades do entorno de Piracicaba, Araras, Charqueada, Chavantes, Cosmópolis, Iracemápolis, Laranjal Paulista, Rio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Bárbara d’Oeste, São Pedro, Sumaré, Serra Negra, Mogi Mirim e Pirassununga, com 21 pontos de atendimento, além da Unidade Administrativa, que fica em Piracicaba. Mais informações no site www.cocre.com.br

ADS

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.