Metrô estuda liberar catracas em dia de votação de impeachment no DF

    Metrô estuda liberar catracas em dia de votação de impeachment no DF
    Metrô estuda liberar catracas em dia de votação de impeachment no DF

    Rede Gazeta News Guarulhos

     

    Metrô estuda liberar catracas em dia de votação de impeachment no DF

    Metrô estuda liberar catracas em dia de votação de impeachment no DF

    Metrô estuda liberar catracas em dia de votação de impeachment no DF

    Objetivo da medida é garantir sistema caso haja paralisação de servidores.
    Sindicato reclama de segurança; serviço deve funcionar das 13h às 23h.

    Metrô estuda liberar catracas em dia de votação de impeachment no DF
    Metrô estuda liberar catracas em dia de votação de impeachment no DF

    Passageiros em estações do Metrô (Foto: Lucas Nanini/G1)

    O Metrô do Distrito Federal anunciou que pode liberar as catracas neste domingo (17), dia da votação do impeachment, colocar menos trens em circulação e fechar algumas estações. As medidas foram discutidas para enfrentar uma eventual paralisação dos servidores que trabalham no sistema.

    Segundo o diretor do sindicato dos metroviários Ronaldo Amorim, a categoria está em estado de greve e protesta por segurança. A maioria dos funcionários decidiu não trabalhar em esquema de “força-tarefa” neste domingo, afirmou. O Metrô está previsto para funcionar das 11h às 23h.

    “No Carnaval, o Metrô fez isso. Os metroviários assumiram a possibilidade de trabalhar sob esquema de segurança. O governo disse que iria implantar um esquema de segurança, e mesmo assim, foi aquele caos. Uma pessoa foi esfaqueada, trens foram depredados, funcionários foram arrancados da cabine”, afirmou Amorim. “Agora prometeram o mesmo plano, e não queremos chegar na segunda-feira com outro velório.”

    A assessoria de imprensa do Metrô informou que a administração montou um “plano B” para garantir a continuidade do serviço mesmo com a paralisação. Estações devem ser fechadas, e a previsão é de que circulem de 8 a 15 trens – em vez dos 24 previstos para o horário de pico. O horário, segundo a companhia, continuará sendo das 13h às 23h.

    Deixe uma resposta

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.