Petrobras tem que enxergar questões sociais, diz Silva e Luna

Petrobras tem que enxergar questões sociais, diz Silva e Luna
Petrobras tem que enxergar questões sociais, diz Silva e Luna

20:28:18

PODER360

Escolhido na 6ª feira (19.fev.2021) pelo presidente Jair Bolsonaro para a presidência da Petrobras, o diretor-geral da Itaipu Binacional e general da reserva Joaquim Silva e Luna disse que a estatal deve estar “totalmente incluída na sociedade” e “enxergar as questões sociais”. As declarações foram feitas em entrevista ao Valor Econômico, publicada neste sábado (20.fev).

Silva e Luna disse que “qualquer servidor público, que serve à Nação, tem que ter consciência social”. Ele também afirmou que pretende “conversar bastante” e ouvir o ministro da Economia, Paulo Guedes. “É uma das primeiras autoridades com que vou fazer contato”, declarou.

Afirmou que está acompanhando a situação da empresa. “Estou atento a tudo isso, ao mercado, ao aumento dos preços”. Sobre a insatisfação em relação ao custo dos combustíveis, disse que o preço do diesel e da gasolina impactam toda a cadeia produtiva do país.

“O caminhoneiro está se manifestando, mas a sociedade inteira percebe isso. Isso aí são considerações que têm que ser analisadas junto com o conselho [da empresa], junto com a equipe”. Falou, também, que Bolsonaro não conversou com ele sobre interferência do governo na Petrobras.

“Essa escolha pelo presidente não teve nada a ver com eu ser general, assim como minha indicação para Itaipu: o presidente se baseou em currículo e capacidade de gestão, minha experiência acumula muita informação”, disse.

O general da reserva aguarda decisão do conselho de administração da companhia, que se reúne na 3ª feira (23.fev). O órgão precisa confirmar a nomeação.

 

 

“O conselho é independente, tem a sua visão de mercado. Não conheço os conselheiros, mas têm lá os seus critérios. Vai ser rigoroso”, afirmou.

Para Silva e Luna, uma empresa dá resultados “se as pessoas são competentes, e são bons os processos decisório e de investimentos”. 

QUEM É SILVA E LUNA

Joaquim Silva e Luna tem 71 anos. Estava desde fevereiro de 2019 no comando da usina de Itaipu. Um dia antes da troca, Bolsonaro elogiou a gestão dele na estatal por causa dos altos investimentos feitos pela companhia.

Antes de Itaipu, Silva e Luna ocupou o cargo de ministro da Defesa no governo de Michel Temer (26.fev.2018-1º.jan.2019). Foi o 1º militar a liderar a pasta desde a redemocratização.

O general tem pós-graduação em Política, Estratégia e Alta Administração do Exército pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército. Também é pós-graduado, pela Universidade de Brasília, em Projetos e Análise de Sistemas.

Durante a carreira no Exército, Silva e Luna comandou o 6º Batalhão de Engenharia de Construção (1996-1998), em Boa Vista (RR), e a 16ª Brigada de Infantaria de Selva (2002-2004), em Tefé (AM).

Em Brasília, foi diretor de patrimônio (2004-2006), chefe do gabinete do comandante do Exército (2007-2011) e chefe do Estado-Maior do Exército (2011-2014).

Também participou da Missão Militar Brasileira de Instrução no Paraguai e atuou como adido em Israel de 1999 a 2001.

DEMISSÃO

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta 6ª feira (19.fev.2021) que substituirá o atual presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco pelo general Joaquim Silva e Luna. A decisão foi comunicada pelo chefe do Executivo em seu perfil no Facebook.

Bolsonaro acha que a estatal tem sido conduzida de maneira errática por causa dos sucessivos aumentos no preço dos combustíveis. O litro do diesel nas refinarias acumula alta 27,72% em 2021 e tem irritado os caminhoneiros, que tradicionalmente apoiam o presidente.

Para o entorno de Bolsonaro, Castello Branco teria cometido improbidade administrativa por ter “desdenhado” da categoria, que reclamava de aumento do preço do diesel em janeiro, ainda sob a pressão da ameaça de greve.

A gota d’água para a troca foi o reajuste da Petrobras na 5ª feira, de 14,7% no diesel e de 10% na gasolina. Foi o 4º aumento do ano.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.