//Prefeitura discute ações de combate ao coronavírus com entidades do setor produtivo
Prefeitura discute ações de combate ao coronavírus com entidades do setor produtivo

Prefeitura discute ações de combate ao coronavírus com entidades do setor produtivo

Share this:

Prefeitura discute ações de combate ao coronavírus com entidades do setor produtivo

Prefeitura discute ações de combate ao coronavírus com entidades do setor produtivo
Prefeitura discute ações de combate ao coronavírus com entidades do setor produtivo

Quinta, 19 de Março de 2020 – 19:11

Nesta quinta-feira (19) o prefeito Guti, ao lado de secretários, discutiu com entidades do setor produtivo algumas medidas que serão adotadas na cidade em razão do combate ao novo coronavírus (covid-19).

De acordo com Guti, é preciso tratar o assunto com seriedade a fim de diminuir a contaminação. “Precisamos estabelecer um pacto pela vida neste momento. É economia versus vida e, de fato, estamos numa guerra invisível em que nosso inimigo está matando. Não é brincadeira, não é extremismo. Temos que analisar os resultados e preservar vidas”, afirmou.

Ele ressaltou que o município está atento à saúde da população e tem adotado as diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e demais órgãos sobre prevenção e protocolos. “O meu papel é tomar decisões. Talvez essa seja a situação mais crítica que enfrentarei na vida em um papel de liderança. Precisamos achatar a curva para não perder gente. Não podemos ser uma nova Itália”.

O secretário de Governo, Edmilson Americano, salientou que a Prefeitura terá queda na receita, mas que as determinações precisam ser imediatas. “Não adianta fecharmos os bares, por exemplo, daqui a uma semana, dez dias. As recomendações do Estado não estão adiantando. Neste exato momento, pessoas estão sendo infectas e algumas apresentam quadros assintomáticos. Isso significa que podemos estar em contato com o vírus e não saber”, disse.

“Como nosso prefeito disse, é fundamental que façamos um pacto pelas nossas vidas, pelas vidas dos nossos pais, avós, filhos. Esse é o maior pacto. Temos que abrir somente o que é essencial à vida. Não adianta eu tomar cuidado, mas cruzar com uma pessoa que não tomou e me contaminar”, completou Americano.

Segundo o secretário de Saúde, José Mario Stranghetti Clemente, até o início da tarde desta quinta-feira Guarulhos tinha 284 casos notificados. Destes, 249 aguardam o resultado dos exames. Descartados são 31. Há ainda quatro casos confirmados com contágio internacional, não comunitária, que é quando a pessoa teve contato com alguém que viajou ou esteve fora do país.

“A questão é que não estamos esperando receber uma pandemia, ela já chegou. Não há outra maneira de se encarar uma guerra na qual o inimigo é invisível, quando não se tem tratamento nem vacina, a não ser prevenção. E, nesse caso, infelizmente a prevenção é evitar o contato social, porque a transmissão do vírus se dá em razão disso”, afirmou Clemente.

Fotos: Fábio Nunes Teixeira/PMG