Quem trabalhou nas décadas de 70 e 80 tem direito a abono PIS/Pasep retroativo

Quem trabalhou nas décadas de 70 e 80 tem direito a abono PIS/Pasep retroativo
Quem trabalhou nas décadas de 70 e 80 tem direito a abono PIS/Pasep retroativo
Ads

17:29:28

Cotas do extinto fundo PIS/Pasep reúne bilhões de reais que podem ser resgatões por que trabalhou até 1988.

Os trabalhadores que atuam com carteira assinada têm direito ao abono salarial PIS/Pasep, que neste ano não será pago por decisão do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat). A liberação do dinheiro referente a 2020 está prevista para 2022.

Veja também: Produção de combustível cai 1,5 bilhão de litros

Mesmo com o adiamento, quem atuou de maneira formal nas décadas de 70 e 80 pode resgatar suas cotas do benefício. As cota do extinto Fundo PIS/Pasep tem cerca de R$ 24,5 bilhões ainda retidos, dos quais R$ 1,2 bilhão vem de recursos anteriores que ainda não foram sacados.

O Fundo PIS/Pasep foi extinto no ano passado, e seu patrimônio de R$ 22,8 bilhões foi repassado ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Contudo, o dinheiro das contas individuais dos participantes foi preservado.

ADS

Como sacar o abono PIS/Pasep?

O resgate pode ser feito por todos os participantes do Fundo PIS/Pasep que atuaram formalmente até o dia 4 de outubro de 1988 e ainda não resgataram o saldo.

Para retirar o dinheiro, é necessário aguardar uma nova liberação do Codefat. Como os saques deste ano foram adiados, a expectativa é de que ocorram no próximo ano. Vale destacar que os trabalhadores têm até cinco anos para resgatar o dinheiro.

Como solicitar o abono PIS/Pasep retroativo?

O abono salarial é administrado pela Caixa Econômica Federal, no caso do PIS, e pelo Banco do Brasil, no caso do Pasep.

Para que é servidor público, é necessário entrar em contato com a central “Alô Trabalhador”, no telefone 158. Já quem é funcionário da iniciativa privada pode solicitar o benefício pelo telefone 0800-726-0207.

ADS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois + três =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.