Rede Gazeta News Guarulhos

 

Rejuvenescimento vaginal está ganhando adeptas no Brasil

Tecnologia garante o fortalecimento da região genital em um mês

Rejuvenescimento vaginal está ganhando adeptas no Brasil
Rejuvenescimento vaginal está ganhando adeptas no Brasil

A melhora da relação das mulheres com o próprio corpo e sua sexualidade trouxe uma conscientização maior sobre a saúde e a estética da região vaginal. Hoje em dia, muitas mulheres vêm buscando, nos consultórios médicos, alternativas que melhorem não só a força e o tônus da região íntima, como também sua aparência.

De acordo com a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS, na sigla em inglês), o Brasil é líder mundial em cirurgias de rejuvenescimento vaginal, à frente dos Estados Unidos. Atenta a essa demanda crescente, a empresa BTL acaba de trazer para o Brasil o BTL Intima – único tratamento de modelagem labial não invasivo do mercado e que proporciona resultados clínicos visíveis, com conforto e segurança.

O tratamento é feito com radiofrequência e consegue aquecer a região íntima em curtíssimo período de tempo, de forma uniforme e controlada. A tecnologia age diretamente no tecido externo da vagina, com um aquecimento que não gera faíscas nem picos de energia. Com isso, o médico consegue controlar o calor sentido pela paciente e, ao mesmo tempo, entregar a potência máxima do aquecimento, garantindo resultados eficazes e seguros. A paciente já consegue ver os resultados na primeira sessão.

A técnica é indicada para rejuvenescer e remodelar os grandes lábios, assim como tonificar a musculatura da região vaginal. O tratamento é feito em cerca de quatro sessões, duas vezes por semana. Entre as vantagens do BTL Intima estão a rapidez do tratamento, que dispensa a necessidade de intervenção cirúrgica, e o fato de tratar sem dor e sem cortes. Ao longo das sessões, a paciente pode seguir normalmente suas atividades. O tratamento é indicado para todos os tipos de pele, inclusive peles negras.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.