São Paulo terá nova frente fria a partir desta quarta-feira

São Paulo terá nova frente fria a partir desta quarta-feira
São Paulo terá nova frente fria a partir desta quarta-feira
Ads

10:03:42

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Num verdadeiro estilo “montanha-russa”, o clima na cidade de São Paulo deve ter de tudo um pouco nesta semana: calor e tempo seco, queda de temperatura e aumento da umidade relativa do ar, chuva e, novamente, elevação da temperatura.Folha de S.Paulo

Assim como ocorre nesta segunda-feira (9), quando a máxima pode atingir 26ºC, a terça-feira (10) também será um dia quente na capital paulista, com termômetros podendo alcançar à máxima de 28ºC e o clima deve deve ficar seco, com umidade relativa do ar a 20%, segundo projeções do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

O calor e a secura dão trégua no dia seguinte, quarta-feira (11), quando uma frente fria deve começar a passar pelo estado. Com isso, a temperatura máxima deve cair 9ºC num intervalo de 24 horas. A previsão para a quarta é de mínima de 13ºC e máxima de 19ºC.

“Com a penetração dessa massa de ar fria e seca, há possibilidade de geada no sul [do estado] de São Paulo. Entretanto, vemos que as regiões ao norte, centro-oeste e noroeste de São Paulo terão pouca, ou nenhuma influência dessa massa de ar”, afirma a meteorologista do Inmet, Helena Turon Balbino.

Pelas projeções dos meteorologistas, o frio não deve ser tão intenso quanto o registrado no dia 29 de julho, quando foram aferidos 4,7ºC, a menor temperatura mínima do ano até agora.

ADS

Porém, assim como ocorreu nos dias seguintes ao recorde de frio na capital, outras cidades do estado podem ter temperaturas mais baixas, sobretudo as regiões que ficam na divisa com os estados do Paraná e Mato Grosso do Sul, ao sul do estado.

O frio se intensifica na quinta-feira (12), com mínima de 12ºC e máxima de 17ºC. Essa pequena diferença entre a mínima e a máxima é que os técnicos chamam de baixa amplitude térmica. Como a umidade relativa do ar deverá estar perto de 70%, a sensação de frio tende a ser maior do que os termômetros indicam, e, além disso, o dia todo deve ficar gelado, mesmo com o sol aparecendo.

A sexta-feira (13) também deve começar com baixa temperatura, de 13ºC. O que muda é que a máxima deve subir, chegando a 22ºC. Com isso, a umidade relativa do ar deve cair.

Segundo a meteorologista do Inmet, alguns pontos do estado de São Paulo, sobretudo os localizados no extremo noroeste do estado, devem ter 2 graus acima da média durante esse mês de agosto.

“No tempo seco as temperaturas caem significativamente durante as madrugadas, pois a umidade retém calor. As tardes serão quentes, com elevação rápida das temperaturas, por causa da atmosfera seca, que responde rapidamente à radiação solar”, explica a meteorologista.

O tempo seco dos últimos dias levou a Defesa Civil Estadual a emitir vários alertas de perigo de queimadas no estado. Só nesta segunda-feira (8) foram avisos para 19 cidades a respeito da baixa umidade relativa do ar para diferentes regiões do estado, tais como São Paulo, Jales, Assis e Barretos.

Na capital, o CGE-SP (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas), da Prefeitura de São Paulo, emitiu um alerta por volta das 15h, quando a umidade relativa do ar ficou abaixo de 30%. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), o ideal é que esse índice fique acima dos 40%.

Nessas ocasiões, as autoridades recomendam usar soro fisiológico nos olhos e narinas, umedecer o ambiente com recipientes com água ou tolhas molhadas, evitar fazer atividades físicas no período em que o ar estiver muito seco, e, sobretudo, hidratar-se.

ADS

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.